O Segredo do 7 Chakras Revelado

captura-de-tela-2017-01-22-as-19-50-43

Chakras são os centros nervosos encontrados em nosso corpo.

Há 172.000 nadis (canais de energia metafísica ou força vital) em nosso corpo, e há vários centros de nervosos para estes 172.000 nadis. O corpo humano tem, na verdade, 109 centros de energia, mas entre esses, nove centros são importantes, e mesmo entre os nove, sete centros (chakras) são de importância primordial. E quando a energia (kundalini) ou a consciência flui através desses centros de energia, há diferentes emoções, sentimentos ou sensações experimentados pela pessoa.

Muladhara Chakra: A base da coluna vertebral ou do sacro é a localização do primeiro chakra chamado Muladhara chakra. Quando o chakra Muladhara é ativado, a pessoa tem a experiência de entusiasmo na vida. Quando está adormecido, então se experimenta embriaguez e inércia. Não há interesse por nada. Este é o primeiro chakra. A base da coluna está associada com o elemento terra.

Swadishthana Chakra: A mesma energia move-se para cima para o segundo chakra que está localizado atrás dos órgãos genitais e manifesta-se como procriação ou criação – ou seja, na forma de qualquer atividade criativa ou como desejo sexual.
Quando você está obcecado por sexo, então você não faz nada criativo. Você esquece totalmente a criatividade. Quando você está envolvido em qualquer atividade criativa, então a luxúria não o incomoda. Então, aqui a energia poderia se manifestar como uma tendência criativa ou procriativa. Você não precisa rotular a energia como “boa” ou “ruim”. É assim que é. O segundo chakra é associado com o elemento água.

Veja, é a mesma energia (Kundalini) que está se movendo através dos centros nervosos. Kunda significa “pote” em sânscrito. O corpo é como uma panela, e a energia neste corpo é chamada de Kundalini.

Manipur Chakra: A mesma energia se move para cima para a região do umbigo e se manifesta em quatro formas ou sentimentos. Eles são ciúme, generosidade, alegria e ganância. Quando as pessoas sentem ciúmes, sentem alguma sensação na região do estômago. O terceiro chakra está associado com o elemento fogo. O chakra Manipur é representado como uma flor de quatro pétalas.

Anahata Chakra: Da região do umbigo, a energia move-se para cima para a região do coração. Aqui, a partir de uma flor de quatro pétalas, a energia é representada por uma flor de três pétalas. O que significam as três pétalas? Eles representam medo, amor e ódio.

Quando as pessoas sentem ódio ou medo ou amor, a sensação é sentida na região do coração. Quando o coração de alguém está partido, significa que o amor se tornou amargo e se transformou em ódio. Amor, medo e ódio são a mesma coisa. Quando há amor, não há medo. Quando há medo, não há amor. Em qualquer ponto do tempo, apenas uma das três emoções toma a posição dianteira enquanto as outras duas ficam em segundo plano. Não é que elas desapareçam completamente. As pessoas que sentem medo também têm amor. Quando o amor é predominante, então não há medo ou ódio. Quando o ódio toma o posto dianteiro, então o amor e o medo vão para a parte traseira. Isso é o que acontece com as pessoas. Quando elas estão tão cheias de ódio, elas não têm medo e não há amor algum.

Vishuddhi Chakra: Quando a mesma energia se move para o chakra da garganta, qual é a sensação que você experimenta? Você sente gratidão. E você tem uma sensação na região da garganta quando você sente tristeza. Quando você está sofrendo, sua garganta engasga. E quando você se sente muito grato, então, sua garganta também engasga.

Ajna Chakra: Quando a consciência se move para o centro da testa, ela se manifesta como raiva, consciência ou alerta. Conhecimento e consciência são representados pelo sexto chakra. O mesmo ponto é também o assento da raiva, e também é dito ser a região do místico terceiro olho. Você deve ter lido ou ouvido a história de como Lord Shiva abriu seu “terceiro olho” e queimou Lord Kamadeva até as cinzas. Este terceiro olho é o lugar da ira, bem como a sede por conhecimento e da sabedoria desperta.

Sahasrara Chakra: Quando a consciência se move para o topo da cabeça, então a pessoa experimenta apenas a bem-aventurança. Não existe mais nada. Você não sente mais nenhuma dualidade, nenhum sentimento de conflito ou separação. Você se sente totalmente conectado e um com tudo. Você se sente tão feliz!

Observe este fluxo ao contrário. Quando não há alegria em nossa vida, então voltamos um passo atrás e experimentamos raiva. Da raiva brota ódio e aversão. Isso também leva a uma sensação de medo. O medo, à medida que cresce, dá origem ao ciúme e à inveja, o que, por sua vez, gera luxúria, febrilidade e obsessão. E a luxúria e a obsessão nos trazem até a armadilha da inércia e da negatividade. Este é o fluxo descendente da mesma consciência ou energia Kundalini. É chamado Adhogati (retrocesso ou degeneração).

O oposto disso é Urdhvagati (ascensão ou progressão). Qual é o padrão de Urdhvagati? Você experimenta entusiasmo, então a criatividade floresce, há generosidade e contentamento, que por sua vez dão origem ao amor. O amor leva você à gratidão, o que ajuda a trazer a consciência e sabedoria (Prajna) e, finalmente, isso o leva à Felicidade.

Este fluxo ascendente ou descendente de energia continua a acontecer muito naturalmente e espontaneamente em sua vida todo o tempo.

Os 5 tipos de Prana (energia vital)

youth-570881_1920

Há muito para saber sobre prana (energia vital).

A respiração está ligada à neurofisiologia. Quando a narina esquerda está dominando, o lado direito do cérebro está ativo. Quando a narina direita está funcionando, o lado esquerdo do cérebro (lógica, pensamento e compreensão) está ativo.

Quando a respiração predominantemente entra e sai através da narina direita e muito pouco pela narina esquerda, é quando o conhecimento permeia. Quando a respiração predominantemente entra e sai através da narina esquerda, você ouve e desfruta sem entender o conhecimento, como se fosse música. Quando a respiração flui igualmente através de ambas as narinas, a meditação e oração acontecem. Ou, nada acontece.

Se você estiver na presença de alguém que é muito espiritual, então ambas as narinas fluirão igualmente. Se você vem para encontrar um guru, ou passar por um templo, uma igreja, um local de culto ou atividade espiritual, você vai descobrir que ambas as narinas estão igualmente operando.

Prana, ou força vital, move-se através das narinas, onde há três nadis. O nadi sol é a narina direita. O nadi lua é a narina esquerda. O nadi fogo está entre ambos. Isso é conhecido como o nadi Sushumna. Estamos vivendo num oceano de prana. Prana e Verdade, ou consciência, é o prana dos pranas.

Os cinco tipos de prana no corpo são: Prana, Apana, Udana, Samana e Vyana.

Prana é a energia na parte superior do corpo, na região acima do coração. Se o prana está muito alto ou está desequilibrado você não consegue dormir.

Apana Vayu é a energia na parte inferior do corpo. Se Apana está muito alta, então você se sente letárgico, sonolento e lento.

Samana Vayu está na região do estômago, ajuda na digestão.

Udana Vayu está na região superior do peito e garganta, é responsável pelas emoções. Se Udana Vayu está desequilibrada, você não tem emoções, você se torna como uma pedra ou você fica emotivo demais e fraco.

Vyana está em todo o corpo, é responsável por movimentos, pelas articulações e pela circulação no corpo. Se Vyana Prana é perturbado, então o sistema circulatório é impactado, suas articulações perdem flexibilidade e existe sofrimento físico e dores.

Os cinco diferentes tipos de prana estão presentes em todas as pessoas, e os diferentes pranas dominam em momentos diferentes. O desequilíbrio nos pranas é corrigido durante Pranayamas e Sudarshan Kriya. Entender sobre prana leva muito tempo. Há 172.000 nadis ou canais de prana que operam em nosso corpo. A respiração muda com cada ação e com certas funções de prana em momentos específicos.

Como se livrar do sofrimento?

waterlily-1989123_1920

Existem duas razões para o seu sofrimento:

1. Ignorância – estamos infelizes devido à nossa própria ignorância.
2. Karmas antigos – estamos experimentando algo agora para compensar alguns karmas passados.

Estas são as duas únicas razões.

Tudo bem ter alguns desafios na vida. Você deve ter essa confiança internamente, de que você pode superar o desafio. No passado também surgiram desafios em sua vida e você os superou, você foi além deles. Aprenda com isso.

Olhe para trás em sua própria vida e veja quantos desafios você teve e como você navegou através deles e encontrou uma saída para eles. Isso lhe dará confiança. A outra opção é perceber que você tem que pagar alguma dívida e, por isso, está passando pelo que está passando.

Além disso, não se compare com os outros. Você acha que outras pessoas que não estão fazendo nada espiritualmente estão evoluindo? O que você sabe sobre elas? Elas podem ter um monte de dinheiro, mas podem não ter um sono bom. Você não conhece seu sofrimento. Pessoas alcançam riqueza por quaisquer meios necessários, elas chegam ao topo, e então elas caem de lá. Já não aconteceu? Tantas pessoas que subiram ao topo usando métodos errados, não caíram? O que você deve fazer percebendo tudo isso? Você deve sempre continuar com uma determinação de integridade.

O que você quer? Você deve ter uma compreensão clara disso. O cérebro é como um computador, a consciência funciona como um computador. Primeiro certifique-se do que você quer. Se você está confuso e não sabe o que quer, então reze: “Agne naya supathā rāye asmāna viśvāni deva vayunāni vidvān”. Esta oração está no Ishavasya Upanishad, e significa: Que o Divino me conduza e me dê o melhor. Depois tenha a fé de que só o melhor vai acontecer para você.

Por que buscamos a atenção dos outros?

por-que-buscamos-a-atenc%cc%a7a%cc%83o-dos-outros

Depois de comer e dormir, o que as crianças realmente buscam é atenção. Eles estão brincando em casa, mas no momento em que algum convidado chegar, e os pais começarem a conversar com os convidados, as crianças vão começar suas táticas para chamar a atenção dos pais. Porque a atenção dos pais está em outro lugar e as crianças são incapazes de tolerar isso, elas querem atrair a atenção para elas. Assim, essa fome por atenção está presente em toda criança.

E onde quer que você já tenha conseguido atenção, a mente não permanece lá, ela olha para lugares onde você não está recebendo atenção. Às vezes, quando as pessoas lhe dão muita atenção você também é incapaz de aceitar, digerir, lidar com isso. Isso também é um problema. Muitos casamentos terminam por causa disto, não por causa de alguma disputa, mas porque eles se sentem sufocados. O marido ama a esposa tanto, ou a esposa ama o marido tanto que começam controlar um ao outro. Então, em algum momento você sente que é muito sufocante, e há o rompimento.

É semelhante com os pais, quando a mãe ou o pai dão demasiada atenção às crianças. Tenho visto muitas crianças vindo aqui e dizendo: “Eu só quero sair da casa dos meus pais. Eu os amo, eles são muito bons, mas eu não posso ficar com eles”. Por quê? Eles são incapazes de aceitar a atenção e digeri-la. Ela parece opressora.

E na velhice as pessoas tornam-se ainda mais infelizes porque sentem que não estão recebendo atenção. Elas pensam: “Agora que eu fiquei velho, ninguém se importa comigo ninguém me procura, ninguém fala comigo”.

Esse apetite por buscar atenção permanece até a morte. Libertação significa livrar-se dessa fome. Se estamos satisfeitos, então nos tornamos libertos ou livres. Enquanto continuarmos a buscar pela atenção dos outros, esse apetite não será satisfeito. Até que a fome se vá, não há contentamento. Se não há contentamento, não há liberdade. Se não há liberdade, então não há felicidade. Como alguém pode ser feliz quando está aprisionado? Como alguém pode ser feliz? Não há chance alguma.

É por isso que em primeiro lugar devemos identificar, em tudo o que fazemos, se estamos fazendo para buscar a atenção dos outros ou não. Devemos nos fazer esta pergunta. Deveríamos perceber que há uma energia (shakti) que nos observa todos os dias com milhares de olhos. É por isso que este shakti é chamado Virupaksha. Um dos nomes de Lorde Shiva é Virupaksh, que significa aquele que tem olhos, mas não forma, assim como a nossa mente.

A mente está vendo e está ouvindo, mas a mente tem alguma forma? Não há forma. O que quer que os olhos vejam, é somente a mente que a percebe. Se a mente está em outro lugar, então, mesmo que os olhos estejam abertos, você não percebe nada. Quando esta percepção – de que há alguém nos dando atenção e cuidando de todos nós 24 horas, quer queiramos ou não, e que isso é nosso – surge em nós, então não vemos nenhum significado em buscar a atenção dos outros. Não há desejo em buscar a atenção dos outros. Este hábito de buscar a atenção dos outros parecerá muito tolo e ele desaparece.

A maturidade na vida é quando você não anseia pela atenção de ninguém.

Quando você não anseia pela atenção dos outros, então você está tão satisfeito, você está tão centrado, e então você começa a se tornar um doador. Até então somos mendigos e queremos atenção das pessoas. Mas quando estamos centrados e estáveis, então dizemos: “Eu estou aqui para doar. Venha, leve o que você quiser”.

Não deveríamos pensar que os outros não estão nos amando, se eles não estão nos amando, então é pela sua estupidez. Neste mundo, se alguém não está amando o outro então é a estupidez dela ou dele.

Da mesma forma como o ar lá fora está conectado ao ar dentro de você, a mente dentro de você está conectada à mente no cosmos. O cosmos tem uma mente própria. Apenas reconheça – essa minha pequena mente é parte da mente grande – Isso dá uma enorme força. Dá tal confiança, tal satisfação, que nada de nenhuma forma pode dar. Dá a você uma imensa dignidade e força. As palavras falham em descrever como é.

Você não tem que fazer nada, você só tem que reconhecer.

O que fixar na geladeira como objetivo para 2017? Mensagem de Sri Sri Ravi Shankar

o-que-fixar-na-geladeira-como-objetivo-para-2017-mensagem-de-sri-sri-ravi-shankar

31/12/2016 – Bad Antogast,  Alemanha

Se você somar os números de 2017 o resultado é 1. Então desejo que o sol brilhe para todos em 2017. O número 1 é o número do sol.

Neste ano, deixe o conhecimento surgir na sua vida. O mais importante é o conhecimento tomar o assento dianteiro em nossas vidas. Todo mundo tem conhecimento, mas às vezes ele passa para o banco de trás. Não está no lugar de condução. Quando o conhecimento está dormindo, isso é ignorância. Quando o conhecimento está no banco de trás isso leva ao arrependimento mais tarde. Quando o conhecimento está no assento dianteiro de condução, isso traz alegria e celebração. Celebramos em todas as situações. Pois a vida é celebração.

Então, deseje que o conhecimento esteja no banco da frente em 2017.

Deixe que o sol que vem do leste traga, para você e para todos, sabedoria no Ano Novo. Feliz Ano Novo a todos!

Normalmente, com bastante frequência sua vida gira em torno de dinheiro, relacionamentos e reputação – e a corrida por isso faz com que você perca sua saúde. Em vez disso, se a vida girar em torno de compromisso, sabedoria, serviço e celebração, você automaticamente recebe dinheiro, reputação e saúde, e os relacionamentos melhoram.
Deixe sua vida girar em torno da sabedoria, do serviço, do compromisso e da celebração em 2017!

Sabedoria ancestral é apreciar boas qualidades onde quer que estejam, mesmo em seus inimigos. Deixe que 2017 traga a capacidade e a força para realizar isso!

Meu querido, você tem um período tão curto neste planeta. Por que você faz tanta gente ao seu redor infeliz e você se torna infeliz? A vida não depende do que alguém diz ou de sua reputação. Está muito além disso. O que você pensa sobre a vida é apenas a ponta do iceberg.

Se a vida girar em torno desses quatro pontos seguintes, então o dinheiro vem, a reputação vem, os relacionamentos melhoram (e você se relaciona com todos) e a saúde permanece robusta.

1. Adquirir sabedoria e conhecimento na vida.
2. Fazer da vida uma celebração e criar celebrações ao seu redor.
3. Elevar o espírito humano (bombeando entusiasmo no outro e em você mesmo).
4. Estar comprometido em fazer o bem.

Então, o que você queria, você já terá, quando você não se concentrar nisso. Quando você se concentra nos quatro pontos anteriores (dinheiro, relacionamentos, reputação e saúde) e não nesses últimos quatro, então você se torna miserável.

Então, em seu refrigerador, você pode fixar isso: Em 2017 deixe minha vida girar em torno da sabedoria, da celebração, do serviço e do compromisso. O tempo se apresenta à sua frente. Apresenta desafio e charme e, claro, mudança. A mudança é parte do tempo. Mas com sabedoria você pode navegar sobre ele muito confortavelmente. Aceite o desafio e aprecie o charme que o tempo traz com ele.

10 pontos para melhorar relacionamentos que você deveria saber

10-coisa-melhorar-relacionamentos

1. Não peça uma prova, assuma que a outra pessoa o ama. Se você sente que seu parceiro ou cônjuge não o ama tanto quanto antes ou sua atenção reduziu, você deveria perguntar: “Por que você me ama tanto?” A demanda destrói o amor. Mesmo que o amor tenha secado dentro deles, ele será reavivado. Eles verão sua magnanimidade, sua compreensão e começarão a amá-lo mais.

2. Você pode ganhar de todos e toda situação com amor. Não há nada neste mundo e em sua vida que você não possa vencer ou superar com amor.

3. Sempre que alguém próximo lhe diz uma mentira, é apenas porque o amor ganha da verdade. Se a verdade vencer, terá medo de perder o amor. Então, a razão pela qual uma pessoa diz uma mentira é porque não quer perder o amor de outra pessoa.

4. Quando alguém diz algo ofensivo ou o maltrata, eles fazem isso por estresse e ignorância. Eles estão feridos em algum lugar interno e é por isso que se comportam assim.

5. A chave para um relacionamento feliz é baseada em como lidamos com nossa própria mente. É por isso que todos nós devemos praticar regularmente o nosso sadhana. Devemos aprender a acalmar nossa mente e relaxar, por alguns momentos todos os dias. Se cada um de nós conseguir ampliar um pouco sua visão, eu lhes digo, todos nós podemos trazer uma transformação muito grande para nossas vidas. Nós nos tornaremos felizes e também traremos felicidade para as vidas dos que nos rodeiam.

6. Quando o amor se transforma em amargura, apenas espere, não reaja, a amargura se transformará em amor novamente. Muitas vezes você vê que pessoas por quem você fez tanto se tornam amargas! E você espera que todos estejam em um estado iluminado, isso não é possível no mundo. Todos não vão estar apenas sorrindo e aceitando você como você é, e incondicionalmente estar em um espaço de doação e amor. Isso não é possível. Você terá que encarar reações, e você deve encará-las, isso é tudo.

7. Dê à pessoa a quem você ama, sua liberdade, seu espaço. Quando você ama alguém, você quase os quer estrangular. Você quer policiá-los de manhã até de noite. Pode parecer muito difícil não fazer isso, mas essa é a coisa mais sábia a fazer. Não controlar a pessoa que você ama muito.

8. Se você expressar seu amor demasiadamente, a pessoa que está recebendo não saberá como responder. Apenas imagine-se no lugar dela, se alguém lhe der muito amor, você vai sentir vontade de fugir. Você não sabe como responder, a menos que, e até que, você esteja muito centrado e tenha um amor aguçado pela Divindade.

9. Muitas vezes você gosta de ser agradado, consolado e lisonjeado. Então você veste um rosto triste, e age como sendo difícil de satisfazer. Se uma pessoa tiver que consolar e agradar as pessoas o tempo todo, será tão cansativo! As pessoas que mantêm um rosto emburrado e esperam que os outros os agradem e consolem, fazem com que os outros fujam. Os amantes costumam fazer isso. Eles gastam muita energia em adulação e isso diminui a alegria e a celebração do momento.

10. A saudade intensa é o sinal do amor. Se houver amor, haverá saudade. E se houver saudade, saiba que há amor. Estes são dois lados da mesma moeda. Eles não podem ser separados. É muito afortunado ter tal saudade, bastante necessário. Mas o que fazemos? Estamos com pressa. Quando surge um pouco de saudade, queremos acabar com ela. Porém, essa saudade é linda, muito boa.

O que é Graça, ou Anugraha?

o-que-e-grac%cc%a7a-3

Anugraha significa graça. Nada é possível na vida sem anugraha. Quando você recebe muito sem fazer esforço por isso, então é dito que você é abençoado com anugraha.

Geralmente você trabalha duro em seu emprego e então recebe seu salário. Então você diz: “Mereci meu dinheiro”. Mas se alguém lhe dá um presente, você não diz: “Eu mereci esses presentes”. Algo que foi merecido pode ser chamado de um presente? Não. Você recebe presentes sem nenhum esforço. Então, quando você recebe um grande presente ou um prêmio que você sente que não mereceu, então isso é chamado anugraha.

Quando recebemos algo que não merecemos ou que excede nossas capacidades, então isso é chamado Graça. Quando vemos que em nossa vida, recebemos muito mais do que merecemos ou somos capazes de obter, então a gratidão amanhece em nós. Ficamos gratos, as queixas desaparecem e a abundância cresce.

Uma pessoa que é grata nunca experimenta a falta de qualquer coisa. Quem experimenta falta na vida? Aquele que pensa que “sou tão capaz e ainda assim não tenho nada”.

Ser grato significa que todas as suas queixas na vida simplesmente desaparecem. Quando você tem esse sentimento em seu coração, de que você sempre recebeu mais do que o que você pediu, ou mais do que você merecia, então uma profunda gratidão surge em você. Quando há gratidão, nunca haverá falta de nada na vida.

Para essa pessoa, tudo o que ela deseja vai continuar sendo realizado. Você pode dizer que isso é bastante difícil. Sim, é difícil. Nunca é fácil conseguir algo. Mas no momento que você der um passo nesta direção, você vai descobrir que é muito fácil.

Seja como a árvore de Natal, cheia de presentes!

captura-de-tela-2016-12-24-as-07-28-10

24/12/2013 – Boone, Carolina do Norte – Estados Unidos.

Seja como a árvore de natal: sempre verde, brilhando, cheia de luzes e cheia de presentes.

Uma árvore de natal apenas dá, não leva nada para si. Apenas dá. Seja verão, inverno ou outono, nunca perde as folhas, nunca perde o verde. Ao longo do ano é verde e no inverno distribui presentes.

Eu quero ver todos sorrindo e felizes. Apenas criem ondas de felicidade, todo o resto é irrelevante. No mundo, as coisas acontecem, algumas agradáveis, outras desagradáveis. Algumas coisas acontecem da maneira que você quer, outras coisas não acontecem do jeito que você queria. Agrupe tudo e ponha de lado. Nada pode realmente tirar sua felicidade.

Quando você acabou de ter uma boa meditação e o prana (energia vital) está alto, o que você sente? Nada importa! Certo? Nada importa! É disso que precisamos saber. Quando você sabe que nada importa, você está feliz.

A felicidade é nossa própria natureza. O que ofusca essa felicidade é o: “eu quero isso”, ou, “eu quero aquilo”. “Eu quero alguma coisa”, isso é o que afasta a felicidade. Quando você diz que nada, de qualquer forma, importa, imediatamente a liberdade acontece. Basta manter isso em mente, isso é tudo. Nada, de qualquer maneira, importará.

No mundo há sempre alguma imperfeição, algumas coisas agradáveis e algumas coisas desagradáveis. Algumas coisas acontecem da maneira que você quer que aconteçam, outras da maneira que você não quer que aconteçam. Faz parte da criação. Quando nada lhe importa, as coisas acontecem do jeito que você quer. 90% das coisas aconteceriam automaticamente, ou, seja lá o que estivesse acontecendo, seria o que você gostaria.

Neste drama todo, em toda esta multidão do universo de diversidade, este jogo complexo da vida e da sociedade é inevitável. As coisas vêm e vão, e tudo o que vem e vai tem um propósito. Um espinho e uma pétala de rosa macia, ambos têm seu propósito. Isso se resume no nosso primeiro ponto, valores opostos são complementares.

Não se preocupe com nada. Não há necessidade de estar assustado ou preocupado com nada. Você diz: “Não me preocupo com o mundo, mas me preocupo com minha conexão com o caminho, com o conhecimento, com Deus e tudo mais”. Eu lhe digo, essa conexão nunca poderia deixá-lo! Isso não vai acontecer. Não se preocupe com isso. Você entendeu? Sua conexão com o Divino nunca pode se desfazer.

Embora Jesus diga em seu último momento: “Deus, você me desamparou?” Ele imediatamente percebeu que não, ele não me abandonou. Mas essa dor, às vezes, traz a seguinte pergunta: “Oh Deus, você me abandonou?” Então, qual é a essência? Nada importa!

Ouça Ashtavakra Gita de novo e de novo. Aho Niranjan! Você é intocado, imaculado. A consciência é tão pura, tão bela, sem manchas. É fantástico. Muitas vezes pensamos que já ouvimos e sabemos disso e o deixamos de lado. Novamente e novamente ouvi-lo abre novas avenidas. Ashtavakra é um conhecimento tão precioso. Não é?

Às vezes eu abro o livro e digo: “Uau, parece tão fresco e novo!”. Nunca pense que você já fez ou que você sabe disso. Dez anos depois, você abre as mesmas duas frases, você a lê e você verá: “Ah, uau! A mente pequena é uma onda no oceano, mas eu sou o oceano”. Quando essa realização atinge a mente, então o que pode perturbá-lo? Nada! Mesmo se você ficar perturbado, não se preocupe! Está tudo bem. “Ok, fiquei perturbado, e daí?”.

Eu penso que isso acontece gradualmente. Às vezes você nem percebe que, de repente, você se tornou incondicionalmente feliz!

Temos um instrutor sênior que costumava reclamar o tempo todo e nunca estava feliz. Nos últimos anos, ele disse: “Gurudev, você nem sabe, eu estou feliz! Eu descobri que estou feliz, venha o que vier! Nada parece importar. Eu estou feliz. Algo dentro de mim mudou”. Eu disse: “Sim, as pessoas estão percebendo isso”. Apenas ficando neste caminho por muitos anos você descobre que nada mais importa. Nada pode lhe abalar, nada pode perturbá-lo. Algo agradável ou desagradável veio e se foi.

A natureza faz isso. Como quando antes de fazer o pão, você sova a massa. Esse amassar, isso é o que a natureza faz a nossa mente. Então você diz: “Ok! Estou pronto!” A natureza faz isso com você. De cantos diferentes ela lhe dá socos para que você se torne forte. Cada soco da mãe natureza não surge de qualquer raiva por você, surge do cuidado, para que você se torne forte.

Como melhorar nossa criatividade

como-melhorar-nosso-pensamento-criativo

É muito importante investigarmos a fonte do pensamento. Muitas vezes somos chamados de grandes pensadores, mas o que é um pensamento? De onde é que ele se origina? Existe alguma maneira de melhorar o processo de pensamento? Qual é a fonte da criatividade?

O pensamento não é nada além de um impulso de energia e inteligência. Este impulso de energia e inteligência; para que ele surja e um pensamento correto venha; você precisa que 16 impulsos se encontrem em um ponto do córtex cerebral, numa certa velocidade. Neste curto intervalo de tempo, quando todos os 16 impulsos se encontram no córtex cerebral, isso é o que chamamos um pensamento preciso.

O que nós fazemos sobre isso? Precisamos treinar nosso cérebro, nossa mente. Há sempre um diálogo em curso em sua mente.

Todos temos um filtro em nossa mente através do qual ouvimos e aceitamos apenas o que já sabemos. Algo que ainda não se enquadra no nosso sistema de crenças, filtramos imediatamente. Essa tendência na mente, de receber coisas que já conhece e rejeitar o que não conhece, é um dos principais bloqueios da criatividade.

O segundo aspecto da criatividade é a imaginação. Muitas invenções aconteceram através de uma determinada imaginação, ligando essa imaginação ao estado atual da realidade terrena. Se você está pensando apenas na realidade terrena, então não haverá criatividade. E, também, se você se basear puramente na imaginação, então não há criatividade. É necessário um equilíbrio.

Assim, quando tais bloqueios vem até nós, há uma maneira de eliminá-los. Como? Estudando as sete camadas de nossa própria existência. Quais são elas? O corpo, a respiração, a mente, o intelecto, a memória, o ego e o Ser. Você está respirando agora? Muitas vezes nem estamos cientes de que estamos respirando. Nós não nos importamos em olhar para algo que mantém nosso corpo vivo. Nossa respiração tem grandes segredos a oferecer.

Um pouco de conhecimento sobre essas sete camadas da existência faz uma grande diferença em nossas vidas. Nós nos tornamos tão vivos e infantis. Se você está alegre, você será criativo. Inovação e criatividade brotam de nós e da espiritualidade – o estudo do nosso Ser, é a tecnologia para explorar esta fonte.

As 8 qualidades de um Iogue

as-8-qualidade-de-um-iogue

Retirado dos comentários de Sri Sri Ravi Shankar sobre o Bhagavad Gita.

1. Aquele que vê a inação na ação e ação na inação, este é sábio entre os homens, e ele é um iogue, um realizador de tudo.

2. Um iogue considera até seu trabalho como um jogo, então seja um iogue. Iogue significa “aquele que faz as coisas em perfeição”. Cada pequena coisa que ele faz será perfeita porque ele tem esta tranquilidade na mente. Somente quando você considera seu trabalho como um jogo você pode estar imparcial sobre o resultado bem sucedido ou não dele. Isso não importa, de qualquer forma .

3. Você tem uma intenção ou um desejo, e sua mente e sua vida estão correndo nessa direção. Quando você abandona isso, você se torna um iogue, e então consciência, conhecimento e sabedoria despertam.

4. Se uma pessoa age sem febrilidade sobre o fruto da ação, não sendo dependente do resultado da ação, ela é o verdadeiro renunciante. É um iogue. Um iogue não é aquele que acabou de largar tudo e está sentado nos Himalaias.

5. Não saber o que vai acontecer, mantém você ansioso e estressado. Não se preocupe com o que vai acontecer, e dê o seu cem por cento. Essa é a ação de um iogue.

6. Aquele que descansa na felicidade interior, no espaço interior, imerso na luz interior – este iogue atinge o “mais elevado”, aqui e na outra vida.

7. Um iogue deve ser um amigo próximo. Sendo alguém que te odeia ou que é indiferente a você, alguém com quem você se relaciona bem ou que é seu parente, sendo um santo ou um pecador – um iogue vê todos eles como o mesmo, com serenidade.

8. Um iogue é aquele que tem equilíbrio entre atividade e descanso.