Por que buscamos a atenção dos outros?

por-que-buscamos-a-atenc%cc%a7a%cc%83o-dos-outros

Depois de comer e dormir, o que as crianças realmente buscam é atenção. Eles estão brincando em casa, mas no momento em que algum convidado chegar, e os pais começarem a conversar com os convidados, as crianças vão começar suas táticas para chamar a atenção dos pais. Porque a atenção dos pais está em outro lugar e as crianças são incapazes de tolerar isso, elas querem atrair a atenção para elas. Assim, essa fome por atenção está presente em toda criança.

E onde quer que você já tenha conseguido atenção, a mente não permanece lá, ela olha para lugares onde você não está recebendo atenção. Às vezes, quando as pessoas lhe dão muita atenção você também é incapaz de aceitar, digerir, lidar com isso. Isso também é um problema. Muitos casamentos terminam por causa disto, não por causa de alguma disputa, mas porque eles se sentem sufocados. O marido ama a esposa tanto, ou a esposa ama o marido tanto que começam controlar um ao outro. Então, em algum momento você sente que é muito sufocante, e há o rompimento.

É semelhante com os pais, quando a mãe ou o pai dão demasiada atenção às crianças. Tenho visto muitas crianças vindo aqui e dizendo: “Eu só quero sair da casa dos meus pais. Eu os amo, eles são muito bons, mas eu não posso ficar com eles”. Por quê? Eles são incapazes de aceitar a atenção e digeri-la. Ela parece opressora.

E na velhice as pessoas tornam-se ainda mais infelizes porque sentem que não estão recebendo atenção. Elas pensam: “Agora que eu fiquei velho, ninguém se importa comigo ninguém me procura, ninguém fala comigo”.

Esse apetite por buscar atenção permanece até a morte. Libertação significa livrar-se dessa fome. Se estamos satisfeitos, então nos tornamos libertos ou livres. Enquanto continuarmos a buscar pela atenção dos outros, esse apetite não será satisfeito. Até que a fome se vá, não há contentamento. Se não há contentamento, não há liberdade. Se não há liberdade, então não há felicidade. Como alguém pode ser feliz quando está aprisionado? Como alguém pode ser feliz? Não há chance alguma.

É por isso que em primeiro lugar devemos identificar, em tudo o que fazemos, se estamos fazendo para buscar a atenção dos outros ou não. Devemos nos fazer esta pergunta. Deveríamos perceber que há uma energia (shakti) que nos observa todos os dias com milhares de olhos. É por isso que este shakti é chamado Virupaksha. Um dos nomes de Lorde Shiva é Virupaksh, que significa aquele que tem olhos, mas não forma, assim como a nossa mente.

A mente está vendo e está ouvindo, mas a mente tem alguma forma? Não há forma. O que quer que os olhos vejam, é somente a mente que a percebe. Se a mente está em outro lugar, então, mesmo que os olhos estejam abertos, você não percebe nada. Quando esta percepção – de que há alguém nos dando atenção e cuidando de todos nós 24 horas, quer queiramos ou não, e que isso é nosso – surge em nós, então não vemos nenhum significado em buscar a atenção dos outros. Não há desejo em buscar a atenção dos outros. Este hábito de buscar a atenção dos outros parecerá muito tolo e ele desaparece.

A maturidade na vida é quando você não anseia pela atenção de ninguém.

Quando você não anseia pela atenção dos outros, então você está tão satisfeito, você está tão centrado, e então você começa a se tornar um doador. Até então somos mendigos e queremos atenção das pessoas. Mas quando estamos centrados e estáveis, então dizemos: “Eu estou aqui para doar. Venha, leve o que você quiser”.

Não deveríamos pensar que os outros não estão nos amando, se eles não estão nos amando, então é pela sua estupidez. Neste mundo, se alguém não está amando o outro então é a estupidez dela ou dele.

Da mesma forma como o ar lá fora está conectado ao ar dentro de você, a mente dentro de você está conectada à mente no cosmos. O cosmos tem uma mente própria. Apenas reconheça – essa minha pequena mente é parte da mente grande – Isso dá uma enorme força. Dá tal confiança, tal satisfação, que nada de nenhuma forma pode dar. Dá a você uma imensa dignidade e força. As palavras falham em descrever como é.

Você não tem que fazer nada, você só tem que reconhecer.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Por que buscamos a atenção dos outros?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s