Satsangs :: Padrões, Dinheiro e Imaginação

Sri Sri Ravi Shankar

Pergunta Eu fico repetidamente preso aos mesmos padrões comportamentais. Como posso livrar-me de meu comportamento?

Sri Sri Por que você comete os mesmos erros repetidas vezes? Pensamos que isto nos traz alguma alegria, algum prazer. Não devemos eternizar nem generalizar problemas. Algumas pessoas vivem dizendo: “Estou sempre com problemas.” Se você tem sempre algum problema, então como vai saber quando tem um? O conhecimento sempre vem quando experimentamos um contraste. As pessoas dizem: ‘Todos estão doentes na cidade’. Talvez possa ser apenas 40-50 por cento da população e não toda ela.
Generalizar e eternizar problemas como ‘todos são maus’ não permitirá que você supere desafios. Isto derrubará você. Apenas ficando ciente do problema fará que ele suma. Se alguém vive dizendo: ‘Tenho que fazer isto, tenho que fazer aquilo,’ então você fica cansado só de pensar sobre isto. Apenas relaxe. O silêncio é a mãe de todas virtudes. Deixe ir. O silêncio é a mãe de todas qualidades, todas as capacidades.

.  .  .

Pergunta Os pensamentos que estão na mente foram criados dentro dela ou vêm de fora?

Sri Sri Você tem mais pensamentos do que eu. Então você é perito em gerar pensamentos. Você deve saber. Sente-se e descubra.

.  .  .

Pergunta Dizem que Deus é onipresente e que eles têm vahanas (veículos). Como Nandi (a vaca sagrada) para Shiva, e o camundongo para Ganesha. Qual é a importância disto?

Sri Sri A energia Divina é passada através de símbolos diferentes. O Parmatma é Um. Mas aspectos diferentes da Divindade são passados através de símbolos diferentes. Isso é muito interessante. Nossos antepassados tinham o conceito dos opostos. O camundongo é muito pequeno e o elefante é muito grande. Ainda, o conhecimento de um elefante (Ganesha) está montado num camundongo pequeno (seu vahana). Kabir (santo indiano famoso) não estudou numa universidade. Ele tinha seu mantra de Guru. Com um mantra pequeno, ele entrou em Samadhi (estado meditativo mais profundo) e sua consciência floresceu. A Mãe Divina vem num tigre. A Mãe Divina é a forma feminina mais delicada da Divindade e Ela vem num dos animais mais ferozes. O comandante-chefe dos exércitos dos Deuses, Karthikeyan, vem num pavão. O pavão é associado com arte e música. Há uma importância mais profunda nestes símbolos. Deusa Saraswati (Deusa do Conhecimento) está sentada numa pedra. A pedra não se move para lugar nenhum. A deusa da Riqueza (Deusa Lakshmi) está sentada numa flor de lótus na água. A riqueza é instável. Você não sabe quando o mercado de ações ficará instável – como o dinheiro pode ir e vir.
O próprio fato de que a maioria dos Deuses e Deusas estão sentados numa flor de lótus retrata uma consciência plenamente florescida. Só quando a consciência floresce plenamente é que a Divindade viaja com ela. Como a flor de lótus, cujas pétalas transformam-se de côncavas a convexas. Talvez naqueles tempos não existissem  crisântemos. Caso contrário, teriam colocado alguns Deuses e Deusas em crisântemos. Sua riqueza real é sua força interior, seu sentido interior de plenitude. Seu saldo bancário não é sua riqueza real.
Você pode ter muito dinheiro no banco, mas se sua mente é temerosa e pequena, então qual é a vantagem? Hoje um senhor veio de Mandya (pequena cidade em Karnataka) para encontrar-me. Ele tem duas casas e não tem trabalho. Ele quer vender uma casa e usar o dinheiro para começar um negócio. Ele quer doar a outra parte para um centro de meditação. Ele insistiu para que eu fique com a terra. A terra custa vários milhões de dólares. Ele veio até mesmo com os papéis de propriedade. Eu peguei os papéis e disse a ele: ‘Isto é meu, mas ficará com você. Cuide disto. Mantenha-o. Comece seu negócio, estabilize sua vida, melhore suas finanças. Eu não vou aceitar’. O que eu digo é que aqueles que têm muito pouco têm grandes corações para dar. Eu valorizo isto, que é a oferta mais preciosa. Esse homem veio com sua esposa e mãe. Eles ficaram dizendo: ‘Guruji, por favor, faça um Templo de Conhecimento aqui. Nós nos beneficiamos tanto com os cursos, e queremos que outros aproveitem’.
Apenas o gesto é suficiente. O coração que quer fazer, recebe benções. Isto não é muito interessante? Valores de humanidade e generosidade ainda estão vivos neste planeta. As pessoas com grandes corações ainda estão vivas.
Lembro-me do último dia do Jubileu de Prata (A Arte de Viver celebrou 25 anos de serviço em 2006); encontrei todos os voluntários. Quanto eu partia, um rapaz de 25 anos de idade veio a mim, me deu um envelope e começou a chorar. Ele agarrou meus pés e mãos e disse soluçando: ‘Obrigado, por favor aceite isto’. Eu peguei o envelope e perguntei o que ele fazia. Ele era um trabalhador de Kerala (estado indiano) e tinha vindo fazer seva por 15 dias. ‘Guruji, eu não sei como expressar minha gratidão. Minha vida mudou. Por favor aceite isto’. (Apontando para o envelope). Eu abri o envelope e vi que tinha Rs 5.000. Deve ter sido seu salário de dois meses.
Eu perguntei a ele sobre suas responsabilidades familiares. Ele tem mãe, irmã e é o mais velho de dois filhos. Eu peguei Rs 100 da quantia e disse a ele: ‘Este dinheiro vale milhões para mim. Leve o resto da quantia para casa’. Tudo que precisamos é ter um coração para fazer algo. A natureza o ajudará. Deus o ajudará.

.  .  .

Pergunta Quão importante é o dinheiro para alcançar metas, carreira e realizações? Se não temos o bastante, alcançaremos nossas metas?

Sri Sri Se você tiver uma ‘consciência de falta’, então nenhuma quantia de dinheiro será suficiente para você. Você terá pensamentos como: ‘O que acontecerá em minha velhice? O que vai acontecer?’ Um dia, não importa o quanto você alimente o seu corpo, ele vai partir.
O dinheiro é um meio. Ganhe dinheiro, não gaste tolamente. As pessoas estão prontas para gastar dinheiro com festas, casamentos, roupas…mas quando se trata de doar para uma boa causa, eu não sei de onde vem tanta miséria. Você deve ter esse sankalpa: ‘Terei o que eu preciso. Nunca sofrerei uma falta’.

.  .  .

Perguntas Quanto poder há na imaginação?

Sri Sri Bem, há uma história.

Certa vez, Mulla Nasruddin imaginou que morreu. Ele estava tão convencido de que estava morto, que se alguém pedisse para ele assinar um papel, ele dizia:
– Como um homem morto pode assinar um papel?
Se alguém lhe fizesse uma pergunta, Mulla dizia:
– Como você pode perguntar a uma pessoa morta?
Se alguém o telefonasse, ele dizia:
– Oi, quem é? Mulla Nasruddin morreu!
Isto durou meses e anos. Sua esposa estava esgotada. Ela não aguentava mais viver com ele. Conforme alguém sugeriu, ela levou-o a um psiquiatra. Mulla Nasruddin contou ao médico:
– Nenhuma destas pessoas acredita que isto (apontando para si) é um corpo morto.
O médico perguntou a Mulla Nasruddin:
– Quais são os sinais de um corpo morto? Não existe sangue, o coração não bate… ?
Mulla Nasruddin:
– Sim, você está certo!
O médico pensou consigo mesmo:
– Achei uma maneira de curá-lo.
Ele pegou um alfinete e picou Mulla Nasruddin.
– Olhe, o sangue está aqui!, disse o médico a seu paciente.
Mulla Nasruddin então disse:
– Ha, ha, doutor. Hoje descobri que até um cadáver sangra! Agora você tem uma prova em mim. Re-escreva seus livros médicos!

Isto podia ser o poder da imaginação!

.  .  .

Perguntas O que é respeito próprio? Como ele se diferencia de ego?

Sri Sri Respeito próprio é respeitar-se independentemente do que os outros falam de você. Há mil anos atrás, quando a Índia foi atacada no Nordeste, um santo foi capturado. Os raptores tentaram humilhar o santo, acorrentaram suas pernas e quiseram vendê-lo como um escravo. O santo continuou sorrindo e dizia: ‘Vende-se um escravo. Quem quer comprá-lo’? Há muitos exemplos de pessoas que foram humilhadas no mundo. Mesmo assim elas continuam a andar com suas cabeças erguidas.
Com respeito próprio, você mantém sua serenidade. O ego necessita da presença de outra pessoa. Quando você está completamente só, não há ego. Quando alguém entra, então o ego surge. Sua linguagem de corpo muda. Se alguém o cutuca, então seu ego fica magoado. Ninguém pode tirar seu respeito próprio. Apenas siga sorrindo e feliz, encare os altos e baixos da vida e continue andando, faça o que você puder fazer pelos outros.

Anúncios

Um pensamento sobre “Satsangs :: Padrões, Dinheiro e Imaginação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s