Desprendimento é o que você chama para si mesmo

Sabedoria de Sri Sri de 17 de Maio de 2011

P: Querido Guruji, é verdade que cada capítulo do Bhagavad Gita tem influência em um plano particular? Explique por gentileza.

Sri Sri Ravi Shankar: Planetas estão bem distantes, eles têm uma influência na sua mente, no seu Ser. Cada capítulo tem uma influência em você.

P: Querido Guruji, meu trabalho me mantem ocupado, mas eu anseio em fazer algum seva. Existe alguma coisa que eu possa apoiar financeiramente sem dedicar muito do meu tempo? Isso será contado como seva?

Sri Sri Ravi Shankar: Sim, tudo bem. Alguns podem doar tempo, outros podem prover recursos. O seva acontece tanto com tempo quanto com recursos. Assim, se você não pode doar tempo, você pode alocar seus recursos nisso.

P: Guruji, você nos pediu para sermos desprendidos e você também disse que desprendimento é um acontecimento. Eu realmente quero ser desprendido, mas estou confuso; como posso criar um acontecimento em minha vida? Por favor, me guie.

Sri Sri Ravi Shankar:  Desprendimento não é um acontecimento; eu diria que desprendimento é o que você chama para si mesmo. Quando você aumenta sua consciência, quando você percebe que tudo desaparecerá e que a morte é iminente, que todos nós morreremos e que tudo está mudando; quando esse conhecimento vem – então o desprendimento é espontâneo. Você precisa entender e ver a vida de uma perspectiva mais abrangente e então automaticamente o desprendimento surge dentro de você; mas existe algum esforço. Um pouco de esforço de sua parte e então isso acontecerá.

P: Guruji, minha esposa e eu nos separamos há dois anos e queremos nos casar de novo agora. Pode se dizer que no nosso caso o divórcio não funcionou, mas estamos com medo; estamos cometendo o mesmo erro novamente? Por favor, nos guie.

Sri Sri Ravi Shankar: A intenção em querer que dê certo é boa. Com o passar do tempo, sua  consciência muda, sua mente muda, e você está entendendo as mudanças. Nesse novo cenário, se você sente vontade de dar outra chance para fazer com que as coisas funcionem, não há nada de errado, tente mesmo assim. Se não der certo, não escolha a mesma parceira na próxima vida.

P: Como posso aproveitar a vida se um dia ela vai acabar? Esse pensamento não me deixa aproveitá-la, Guruji.

Sri Sri Ravi Shankar: Isso deveria fazer com que apreciasse a vida ainda mais. Veja, uma flor vai se esvair, mas você não gosta de olhar para ela? Você tem um gulab jamun (um doce indiano), sorvetes; uma vez que você os coma eles acabarão, mas você não gosta deles mesmo assim? Agora veja, lá está uma linda lua cheia e ela desaparecerá um dia, mas nos a aproveitamos hoje. Bom!

P: Querido Guruji, geralmente um desses shaktis são predominantes na gente: Brahma shakti, Vishnu shakti ou Shiva shakti. Como usá-los e como balanceá-los?

Sri Sri Ravi Shankar: Simplesmente faça-os! É isso. Brahma shakti:  você cria mas não apenas deixa-o. Vishnu shakti é cuidar para que o que quer que você comece, você continue.

P: Guruji, today is Buddha Purnima, então por favor nos diga algo sobre isso. 

Sri Sri Ravi Shankar: Buddha defendeu a meditação toda a sua vida, todo o tempo. Faremos uma curta meditação agora.

P: Eu sou de Rajastão; existem muitos ashrams no Rajastão e eu estava pensando que se um pequeno ashram da Arte de Viver fosse construído lá, seria muito bom. O que você pensa sobre isso?

Sri Sri Ravi Shankar: Tudo bem, construam um Ashram, todos vocês se reúnam e façam um. Eu faço as pessoas, vocês fazem o Ashram. Ontem mesmo estávamos discutindo que existem tantos ashrams mas não tem as pessoas. Nos ashrams não tem Yogis. Então por esse motivo pensei primeiro, façamos pessoas fortes e por isto chamei isso de “Vyakti Vikas” e não “Ashram Vikas”. Então agora faça você esse trabalho, o outro eu já comecei.

P: Quando algum dos nossos falece e nós não estamos preparados para que se vá. Tem tanta coisa a ser dita e feita, e quando essa pessoa se vai, você quer senti-la. Você disse que elas estão sempre ali, então como fazer isso?

Sri Sri Ravi Shankar: Aqueles que não estão mais aqui entenderão que este mundo é apenas um teatro, não existe nada realmente; é apenas uma onda então não existe necessidade de dizer ou explicar qualquer coisa para eles; mesmo que não diga nada, eles entenderão. Quando estamos no corpo físico, nos entendemos por palavras mas quando não estamos no corpo físico a comunicação acontece pelo sentimento. Então não se preocupe, seja feliz, aqueles que se foram, se foram e nós estamos aqui agora.

P: Guruji, se nossos mais próximos e mais queridos não entendem os sentimentos que temos por você e eles tentam analisar usando a lógica e isso nos machuca. Como lidamos com essa situação, que frequentemente acontece?

Sri Sri Ravi Shankar: Porque você quer explicar tudo para todo mundo? Os sentimentos são tais que as pessoas não entendem. Você não precisa explicar todos os seus sentimentos dessa forma. Eles podem estar inseguros e pensar que você irá deixar sua casa para ir ao ashram e ficar por lá. Então tome cuidado para que as pessoas não entrem nesse medo. Seu amor e devoção devem ser expressos somente o tanto quanto eles possam entender. O mesmo vale para a alegria. Às vezes você não sabe como expressar sua felicidade; se você expressa demais, as pessoas não entendem.

Um devoto foi à um funeral, uma reunião de luto e tinham bhajans e ele começou a dançar e as pessoas não entendiam. Existe satsang e bhajans, claro que você dança quando está alegre e ele disse que tudo devia ser sempre celebração. Mas se você dança lá, as pessoas podem ficar irritadas. Então você deve ver o que a pessoa entende, o quanto ela entende e como transmitir o que você quer transmitir. Seja habilidoso na transmissão, de maneira que, dentro do possível, a sua expressão não traga medo e raiva aos outros. E então ignore. A partir de um certo nível, você deve simplesmente ignorar.

P: Eu sinto que os problemas socioeconômicos da Índia estão muito baseados na superpopulação; você concorda?

Sri Sri Ravi Shankar: Não, não. Os problemas da Índia não estão baseados na superpopulação, eles estão baseados na corrupção. O problema se deve à corrupção. Até alguns anos atrás, pensava-se que a população era uma maldição mas hoje é a população que é a base para melhorar a economia. População significa um grande mercado; por quê outros países olhariam para a Índia? Porque é um grande mercado.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Desprendimento é o que você chama para si mesmo

  1. Pingback: Desprendimento é o que você chama ...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s