Dedique-se profundamente a entender a natureza do amor

 

Sabedoria de Sri Sri do dia 15 de Fevereiro de 2011.

Mantenha seu coração em um lugar seguro;  ele é muito delicado. Os eventos e as pequenas coisas causam-lhe impressões muito fortes. Uma pedra preciosa precisa ser fixada em um suporte metálico de ouro ou prata; da mesma forma, a sabedoria e o conhecimento são os suportes que mantêm seu coração no Divino. Para manter seu coração protegido e sua mente sã, não há lugar melhor que o  Divino. Então, o tempo e os eventos não serão capazes de tocá-lo; eles não deixarão cicatrizes.

Muitas vezes, quando alguém lhe demonstra muito amor, você não sabe como responder, ou se sente agradecido e com a necessidade de retribuição. A habilidade de receber amor genuíno resulta da habilidade de dar amor. Quanto mais centrado e ciente de que, por  experiência própria, o amor não é uma emoção e sim sua própria existência, mais você se sente à vontade com qualquer intensidade de amor, expressa de qualquer forma.

Existem três tipos de amor. O amor que resulta do encantamento, surge do consolo e amor divino. O amor que resulta do encantamento não é durável. Ele vem da falta de familiaridade ou da atração. Nesse tipo, você perde a atração rapidamente e o tédio se instala. Esse amor mingua e traz consigo medo, incerteza, insegurança e tristeza. 

O amor que resulta do consolo e da familiaridade cresce, mas não há nele vibração, entusiasmo, alegria ou calor. Por exemplo, você se sente mais confortável com um velho amigo que você conhece bem do que com uma pessoa que acabou de conhecer.

O amor divino excede ambos os tipos anteriores. Ele tem uma característica de novidade que está sempre presente. Quanto mais proximidade, maior encanto e profundidade. Não existe tédio e as pessoas permanecem alertas. O amor mundano pode ser como um oceano, mas o oceano tem um limite, que é o fundo. O amor divino é como o céu, que é ilimitado. Do fundo do oceano, eleve-se ao céu infinito.

O amor ancestral transcende e inclui todos os relacionamentos. As pessoas frequentemente experimentam o amor à primeira vista. Então, à medida que o tempo passa, o amor diminui, torna-se antipatia e desaparece. Quando esse mesmo amor se torna uma árvore fertilizada pelo conhecimento, ele se torna o amor Ancestral, que se mantém ao longo de gerações. Isto é a nossa própria consciência. Você não é limitado pelo corpo, pelo nome, pela forma e pelos relacionamentos atuais. Você pode não conhecer seu passado, sua ancestralidade. Mas apenas saiba que você é muito antigo, isto é suficiente.

Quando o amor explode, é raiva; quando fermenta, é ciúme; quando flui, é compaixão e quando brilha, é bem-aventurança.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s