Verdade, infinito, sabedoria e Deus são quatro facetas do conhecimento

Bangalore, Índia, 3 de janeiro

 

P: Se uma pessoa pensa que não é boa em nada que faz, como seguir em frente na vida?

Sri Sri Ravi Shankar: Somente esteja aqui por algum pouco tempo e veja que Deus não cria lixo. Todas as pessoas criadas neste planeta é boa para alguma coisa.

 

P: O que é maior – moksha ou amor e gratidão?

Sri Sri Ravi Shankar: Amor e gratidão não podem acontecer sem algum nível de liberdade interior. Moksha é liberdade. Eles andam lado a lado. Veja o nível de liberdade que você experimenta – é neste nível que você sente gratidão.

 

P: Através do tempo, o Universo foi criado e havia almas. Eu me pergunto se elas estão aumentando ou se permanecem as mesmas? Eu não entendo a matemática das almas.

Sri Sri Ravi Shankar: Há muitas espécies em extinção também! Muitas cobras, escorpiões, pardais, borboletas… Eles podem ter vindo como seres humanos.

 

P: Por favor, esclareça o último shloka do décimo capítulo do Bhagwad Geeta.

Sri Sri Ravi Shankar: O senhor Krishna diz a Arjuna: “Tudo que você vê neste mundo é uma pequena parte de Mim. Onde quer que você veja qualquer mérito, ele só vem de Mim. Qualquer inteligência que você vê em qualquer um, isso é apenas Eu. Qualquer valor que você vê em qualquer um, isso é apenas Eu. O mundo inteiro reflete uma pequena parte de Mim.

 

P: Muitas pessoas dizem que o Senhor Hanuman ainda vive nas montanhas do Himalaia? Isto é verdade?

Sri Sri Ravi Shankar: Sabe, o Universo funciona todo como uma onda. Não há nada sólido aqui. Se você analisar a física quântica, verá que eles dizem que o que parece existir na verdade não existe. No campo sutil, existem todas as energias. O senhor Hanuman não é uma pessoa sentada em algum lugar. Na própria força da vida, há a consciência de Hanuman.

 

P: A auto-realização é uma jornada ou uma meta? Se alcançarmos algo, saberemos que chegamos a algum lugar ou temos que continuar andando?

Sri Sri Ravi Shankar: Sim – ambos. Por um lado, trata-se de uma jornada também e de outro lado, trata-se do último destino. Quando você está tão contente que sente que não precisa de nada. Não há nenhuma necessidade e nos sentimos satisfeitos. Surge tal contentamento e você sente-se tão satisfeito! Quando você tem tal sorriso que nunca diminui e vem facilmente.

 

P: Como nos proteger da negatividade dos outros?

Sri Sri Ravi Shankar: Cantando “Om Namah Shivaya”! Jai Gurudev também resolve.

 

P: Qual é a diferença entre mente e alma?

Sri Sri Ravi Shankar: Mente é pensamento e alma está em tudo que acontece.

 

P: Por que uma pessoa se casa? Qual é o segredo de um casamento bem-sucedido?

Sri Sri Ravi Shankar: Um casamento bem-sucedido ocorre quando ambos estão felizes. Então as crianças também estarão felizes. Você escolhe! A escolha é sua e as benções são minhas. Isto é algo que você não escolhe com sua cabeça. Se algo clica no futuro, faça uma escolha.

 

P: Qual é a descrição de conhecimento?

Sri Sri Ravi Shankar: Conhecimento não é informação. Consciência é conhecimento. O recipiente que contém informações é chamado de sabedoria e não o conteúdo. Conhecimento é onde todas as informações acontecem. Consciência – ela é só conhecimento.

Satyam Gyanam Anantam Brahma – há quatro designações de Brahma: Verdade, infinito, sabedoria e Deus. Estas são as quatro facetas do conhecimento. Tudo é um. Conhecimento relativo é informação e conhecimento puro é absoluto.

 

P: Qual é o propósito da minha vida? Por que nasci neste planeta?

Sri Sri Ravi Shankar: A maneira como você sorri agora mesmo – para trazer esse sorriso nos rostos dos outros també

 

Pingo de conhecimento:

Você sabe o significado do mês dezembro? (a audiência diz: não!) novembro? (não!).

Dezembro – traço + ambar. Traço em sânscrito significa dez e ambar quer dizer céu. Então dezembro é o “décimo céu”.

Da mesma forma, novembro (nav + ambar) é o “nono céu” e assim por diante. Todos estes nomes têm raízes em sânscrito.

Certa vez, celebramos março como o Ano Novo. Março é o primeiro mês que significa “siga adiante, mova-se”. É quando o Sol entra na primeira constelação – Áries. Até hoje no Iraque, Irã, Afeganistão, Turquia e em muitas partes da Índia, celebra-se março como o início do Ano Novo. Então o ano novo verdadeiro começa em março.

Janeiro é o décimo primeiro mês e fevereiro é o último mês.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s