Segunda-feira, 15 de novembro de 2010 Contentamento na mente dá a você toda força para trabalhar eficazmente e abençoar

Punjab, Índia, 12 de novembro:

Sinto-me agradecido por estar na cidade dos santos. Os dez Gurus da tradição Sikh fizeram tantas contribuições importantes e sacrificaram suas vidas para a humanidade. A graça dos Mestres, do Guru Sri Nanak Dev ao Guru Sri Gobind Singh, está banhando esta cidade sagrada. Ao fazermos Kirtan, (Satsang) estamos adorando a tradição antiga. Hoje é importante solidificar a voz do amor. Aquele que tem um coração limpo e entusiasmado pode fazer isto. A terra de Punjab é a cara do resto da Índia. Mesmo assim, esta terra santa sofre por causa de males como drogas e violência feminina. Ao sabermos disto, um sankalpa apareceu na mente, vislumbrando um Punjab sem drogas – Deixe as crianças, os idosos e todo o mundo ficar livre de vícios, e deixe a mente achar paz e se intoxicar verdadeiramente com o Divino.

Vamos comentar mais um assunto importante que é conservar as sementes indianas. Quantos de vocês sofrem de dores no corpo? (Um número espantoso de pessoas levantou as mãos). Isto é por causa do consumo de comida com pesticidas. Então, o remédio é conservar as sementes locais e adotar a agricultura orgânica.

As crianças devem saber da essência real da religião. De alguma forma, nós falhamos ao apresentar os verdadeiros aspectos relaxantes e suavizantes da espiritualidade ou da religião.

Se a própria raiz está germinada, a árvore murcha. Devemos respeitar nossa tradição, nossas raízes. Sikh quer dizer aquele que aprende e todos nós podemos aprender alguma coisa com alguém. Devemos aprender hospitalidade com os japoneses, precisão com os alemães, etiqueta com os ingleses, marketing com os americanos e da Índia, os valores humanos.

O amor vai além da língua. Quando o coração acha um caminho, a língua não é mais uma barreira. Mas para compreender o amor, devemos retirar a etiqueta de que somos infelizes dos nossos corações. ‘Eu sou infeliz’ – Nós colocamos e incentivamos esta etiqueta em nós mesmos. E por que fazemos isso? Por causa da tensão e dos conflitos que surgem devido a isso. Temos que trabalhar para livrar todas os lares da tensão. Mas antes disso, temos que nos libertar dos conflitos que acontecem dentro da nossa mente. Isto é auto-conhecimento. Quando há tensão, ficamos zangados e fazemos os outros e nós mesmos tristes também. A fim de nos livrarmos das reais raízes da tensão, devemos meditar regularmente por algum tempo. Quando você sentar e escutar o Kirtan, somente fique mergulhado nele. Mas se sua mente não parar e  continuar a incomodar você mesmo quando você se sentar para adorar Kirtan, então Pranayama, ioga e meditação vêm todos para lhe ajudar.

Sociedade sem violência, corpo sem doença, respiração sem tremor, mente sem confusão, inteligência sem inibição, memória sem trauma, alma sem tristeza e ego que abrange tudo – são direitos inatos de todas as pessoas do planeta. Nos outorgaram conhecimento há anos mas a tragédia é que não conhecemos nossa própria tradição. Em Tamil Nadu, ninguém conhece o sacrifício dos dez Gurus. As crianças estudaram um pouco sobre Guru Sri Nanak Dev e Guru Sri Gobind Singh em seu currículo escolar. Da mesma forma, ninguém aqui sabe que havia 63 grandes santos em Tamil Nadu. Tem existido tantos sábios em tantos países. Há cinco anos, lançamos uma exposição sobre os dez Gurus e isto trouxe conscientização. Qual é nossa herança? Qual são nossas raízes? O auto-conhecimento é a base verdadeira da nossa tradição antiga. A base real da ciência é a espiritualidade, o conhecimento antigo das nossas Escrituras.

A corrupção alcançou todos os campos. Este é um assunto ardente que exige atenção. Qual sociedade queremos deixar para a próxima geração? Se não deixarmos uma sociedade melhor que a nossa, deixaremos de cumprir nossa responsabilidade.

Sat Sriakal – honrando a verdade que está além do tempo e honrando o tesouro que está dentro de cada um de nós – é um dos melhores votos no mundo. Quando você identifica seu tesouro interior, a prosperidade mundial acontece automaticamente. A riqueza interior existe de qualquer modo, mas temos que identificar esse tesouro.

Há uma ciência atrás do som de Omkar. Os cientistas descobriram que a freqüência da Terra girando ao redor de seu eixo é a mesma do som do Om. O gráfico feito para as duas freqüências é o mesmo. Então, sempre que cantamos Om, nossas vibrações combinam com as vibrações da frequência natural da Terra, da lei natural.

Nosso Rishis antigo diz o mesmo. Maharishi Patanjali disse: “Se você quer livrar-se da tristeza, contemple aquele princípio Divino. Pense na força maior chamada Divino. Japji Sahib começa assim – Ek Omkar, o único Omkar. Você diminui toda a tristeza, destrói as dúvidas e ganha saúde quando pratica aquele princípio. Essa é a razão pela qual em Budismo, Jainismo, Siquismo e Hinduísmo, “Om” recebeu um lugar especial. O mesmo é verdadeiro para Taoísmo e Shintoismo. Até no Islã e no Cristianismo, vislumbramos “Om” em Ameen e Amém.

Então, agora vamos cantar “Om” três vezes e apreciar o Kirtan divino, mergulhando no oceano da música Divina.

Vamos conversar mais, mas vamos meditar um pouco primeiro.

(Depois da meditação)

Como vocês estão se sentindo agora? Quantos de vocês livraram-se de alguma dor no corpo? (Muitos na audiência levantaram suas mãos).

Quando estamos contentes e não bombardeados com nossas próprias necessidades, somos capazes de abençoar e devemos aprender a habilidade de estarmos contentes. Isto só pode acontecer com a meditação. Temos esta bonita tradição onde vamos pedir benções aos mais velhos em todas as funções ou ocasiões. Isto é muito científico. Idealmente, esperamos que as pessoas mais velhas sejam contentes e por isso elas devem ter a capacidade de abençoar. Mas hoje isto ficou perdido em algum lugar. E contentamento não quer dizer ser letárgico e não trabalhar, e também a pessoa não deve esperar envelhecer para sentir-se satisfeita. Uma onda de contentamento deve surgir na mente. Continue fazendo seu trabalho mas mantenha um sentido de satisfação na mente. Alguma vez na vida, a pessoa deve alcançar esta fase de sentimento: “Eu sou satisfeito”. Sem contentamento, esse poder não desperta dentro de você. Muitas pessoas que fizeram o curso de Bençãos experimentaram a realização de qualquer coisa boa que desejaram para os outros. Quantos de você têm esta experiência? (Outra vez, vemos muitas mãos no ar).

Gaste sua vida celebrando e aproveitando, fazendo Sadhana, Seva e Satsang. Seja feliz e faça os outros felizes!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s