Nossa presença diz mais que nossas palavras

Maio de 2010

Alemanha

Trechos da palestra do Sri Sri Ravi Shankar durante a visita à Embaixada da Índia

Para comentar sobre o verdadeiro contentamento, nós precisamos estar numa atmosfera cordial e informal. Vocês todos concordam com isto? É importante nos sentirmos em casa. Numa atmosfera formal não é conveniente discutir algo tão próximo ao seu coração. Porque não gastamos alguns minutos cumprimentando as pessoas a nossa volta? Você sabe porque nós somos tão secos? Porque nós vivemos num mundo formal. Nossos cumprimentos são formais, nossas desculpas são formais. Então, nós vivemos num mundo onde diz-se as palavras sem o sentimento por traz delas. Imagina que você seja convidado à casa de alguém, e ele apenas o cumprimenta formalmente. Você se sente bem? Você sabe que se você for aos casebres nos vilarejos hindus, haverá cumprimentos que virão da inocência de seus corações. É de tocar o coração. De outra forma, a maior parte das gentilezas que nós trocamos, são como as palavras das aeromoças, dizendo: ‘tenha um bom dia.’ Elas falam da boca para fora. Hoje, nós nos esquecemos de ser autênticos. Porque construímos muros a nossa volta? Às vezes eu vejo que as pessoas são formais até mesmo com suas próprias crianças. Nós construímos limites sólidos a nossa volta. Não é? Nós falamos e dizemos mais através da nossa presença do que através das nossas palavras. Eu sempre digo que o cachorro se comunica melhor que os humanos. Eles não falam a sua língua, mas expressam o senso de pertencimento através de suas ações e comportamento. Eles quebram todas as barreiras para expressar seu amor. Eles não se importam de pular em você mesmo se você estiver usando um vestido novo. O verdadeiro contentamento pode acontecer quando você estiver em contato com seu cerne, seu interior. E o que ajuda a isto é liberar o estresse.

P. Você tem se envolvido nisto. Como você propõe ou faz para a reconciliação entre os inimigos?

Sri Sri: Muitas vezes aqueles que parecem ser inimigos não o são verdadeiramente. Eu lhe darei um exemplo do que fizemos no Iraque. Nós demos algumas aulas de meditação e Sudarshan Kriya para uns jovens perturbados de lá. Houve uma transformação tão grande neles! O ministro da juventude enviou 50 jovens líderes para o centro internacional da Arte de Viver em Bangalore para serem treinados como embaixadores da paz. Foi desafiador no começo, mas ouve uma transformação fantástica no período de um mês. Os mesmos rapazes voltaram e ensinaram a milhares de pessoas a se acalmarem. Você sabe que não se ensina a cuidar das emoções negativas nem na escola nem em casa. Você fica com raiva, aborrecido, com ambição, deprimido mas não se ensina a cuidar da mente.

Não digo que temos solução para resolver todos os conflitos do mundo amanhã mesmo. Não é pragmático. Mas o que nos dá esperança é que depois de experimentar fazer meditação, há enorme mudança nas mesmas pessoas que parecem ser agressivas ou inimigas.

Em 2001, houve uma situação difícil em Caxemira. Mas as coisas mudaram agora. Nós podemos fazer um esforço gota a gota. Em Jahanabad, também nossos esforços deram bons resultados. Tudo isto me dá entusiasmo para ir em todas as regiões de conflito e trabalhar mais. Apesar de ser um grande desafio.

Quando alguma pessoa pensa que somente ela vai para o céu e os demais vão para o inferno, eles criam o inferno para os demais. Nós precisamos educá-los com uma mentalidade mais aberta. Toda criança deve aprender um pouco sobre a sabedoria do mundo. Nós temos coisas globalizadas, como batata frita, mas nós não temos sabedoria globalizada, educação sobre paz e não-violência. Quando as pessoas estão estressadas, elas ou ficam violentas e agressivas ou tendências suicidas surgem. A solução para depressão, tendências suicidas, violência social ou domestica é ensinar-lhes a acalmar a mente. É muito importante ensinar-lhes a se livrar de emoções negativas, estresse e todas as emoções indesejáveis. Como podemos curá-los? Esta cura é essencial.

P. Você pode por favor falar sobre tratamento para trauma?

Sri Sri: É o que aconteceu depois do tsunami. Todos os pescadores estavam com medo de voltar ao mar. Eles imploravam para serem levados para um lugar elevado. E tudo o que eles fizeram na vida foi pescar. Simples pranayama e alguns minutos de meditação os livraram do trauma em questão de dias. As mesmas pessoas pediram os barcos para voltarem ao mar já no terceiro dia. Então, trauma pode ser tratado. O mesmo foi observado depois do incidente de 11 de setembro e do Katrina. Há muitos voluntários que se dedicam a trazer paz a estas áreas.

P. Qual o papel da mulher em trazer esta transformação?

Sri Sri: A mulher tem um grande papel a cumprir. As mulheres influenciam os homens a sua volta – pai, irmão, filhos, marido. Eles tem mais poder e mais influência.

Na mitologia hindu, todos os postos poderosos como ministério da defesa, finanças ou educação, estão com mulheres. O que mais você quer? Na Índia, nós acreditamos que os homens e as mulheres são sócios iguais. Há o conceito de Ardhanarishver – Deus não é nem masculino nem feminino. O divino é meio masculino e meio feminino. Todo mundo é assim. Ninguém é só masculino ou só feminino. Há genes da mãe e do pai em cada um de nós.  Logo, nós temos que respeitar a mulher. A mulher deve ter mais poder na sociedade. E eu acho que a mulher pode ser mais pacificadora trazendo ao mundo menos corrupção, conflito e ganância. Corrupção só pode acontecer fora dos limites do pertencimento. O coração nunca pode ser corrupto. É a mente que fica corrupta. O coração sempre deseja o velho e a mente o novo. Não é assim? Você quer mais e mais na mente, mas o coração diz: ‘eu sou feliz.’ O coração quer dar e a mente quer receber. As mulheres são mais pelo coração. Elas devem manter esta qualidade enquanto desenvolvem liderança e assumem mais responsabilidade social.

“Aquilo que você não pode expressar é Amor.
Aquilo que você não pode rejeitar / renunciar é Beleza.
Aquilo que você não pode evitar é a Verdade. “

~ Sri Sri

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s