Não existe casta para o espírito

Transcrição da palestra de Sri Sri Ravi Shankar no Congresso “Padres Indianos” no Templo de Nossa Senhora da Boa Saúde, em Velanganni, no dia 9 de fevereiro de 2010. Esta conferência foi assistida por 1000 sacerdotes católicos de toda Índia.

Om Shanthi. ..Shanthi… Shanthihi…

Sri Sri: Que alegria falar aos amantes de Deus! Sinto-me uma criança conversando com acadêmicos. Vamos discutir…

Os amantes conhecem a linguagem do coração – somos todos amantes de Deus e queremos nos unir com o espírito do mundo. Todos queremos servir, ver a divindade nas pessoas ao nosso redor…

Três coisas são importantes para isto:

-Contexto (de vida)

-Comprom­­­isso

-Compaixão

Nós temos todas as três coisas. À parte de como unir e conectar, temos que saber como encarar desafios na vida. Quando a fé é balançada, como reavivá-la…

Para conhecer a fé, temos que conhecer a dúvida. A dúvida é algo sobre positivo. Nós nunca duvidamos do negativo. Duvidamos se somos realmente felizes, mas nunca duvidamos de nossa infelicidade!

Deus é a coisa mais positiva no universo! Duvide de Deus, duvide de si. Como superar isto?

Os Upanishads falam para os Buscadores  sobre a experiência da divindade em quatro etapas:

Saameepya: sentindo a proximidade do Divino

Sannidhya: sentindo a Presença Saaroopya: fazendo o que o

Divino faz, imitando o Divino

Saayoojya: fundindo-se com o Divino.

Outro desafio é alcançar a paz interior e a tranqüilidade. A mente vacila entre o passado e o futuro. Como trazer a mente para o presente? Usando nossa própria respiração, podemos acalmar a mente e nos reunir com o espírito. Simples técnicas de respiração podem retirar emoções negativas e podemos experimentar liberdade dentro de nós. A mente pode entrar em oração imediatamente, com facilidade e sem esforço.

Todos nós somos feitos de uma substância chamada amor. Deus fez o homem à Sua própria imagem. Deus é amor. Então por que todas as emoções negativas? Como encarar estes desafios?

Sabedoria, sabedoria espiritual supera estes obstáculos.

Somos todos comprometidos com o serviço: serviço a Deus, serviço à humanidade. Mas se algo se perde ou se quebra, então a respiração, a meditação podem nos ligar a nosso ser interior. Meditação é oração sem palavras. Palavras existem e não existem ao mesmo tempo! É a capacidade de nos ligar a todos. “Não existe o outro” é o mantra do amor! Tudo é parte de um.

Como amantes de Deus, nosso relacionamento é só um. Todos em um… Um em todos… Isto é oração… Não carecemos de nada. Há abundância.. Para cada passo que damos, o Divino dá dez!!!

Vamos abrir para perguntas!!

P: Adquiro algumas experiências do sofrimento/felicidade do próximo. Mas como ir além da minha individualidade e identidade e adquirir uma experiência mais profunda?

Sri Sri: Não abandone essa paixão por Deus. Qualquer experiência que adquirimos é devido a Sua Graça, não por nossos esforços. Se você pode amar todo o mundo, isto é uma bênção! Temos que ser agradecidos. Quanto mais agradecidos formos, mais receberemos.

O que você disse?

Três perguntas:

(a) como manter a Oração quando a fé parece perdida (noite escura da alma)?

(b) é possível alcançar Deus sem religião, através da espiritualidade?

(c) por que você nunca fala sobre a divisão de castas?

Sri Sri: Responderei à última pergunta primeiro! Por favor veja meu livro “Herança de Dalits”. Se você ler sobre os milhares de Rishis da Índia antiga, 90% deles eram “Dalits” – Vyasa, Valmiki e assim por diante. Os Upanishads contam que “todos nascem Soodra e tornam-se Dwija pela ação”.

Eu condeno a divisão de castas inequivocamente. Não existe casta para o espírito. Quando queremos ir a um bom médico, não perguntamos a sua casta. Quando queremos um bom advogado, não perguntamos a sua casta. Isto é usado apenas na política! Eu não entendo de política. Falo de coração a coração. Amo estar com pessoas de Deus como vocês!

Quanto à segunda pergunta, eu nunca digo para largar a religião. Não esqueça-se de que a essência da religião é a espiritualidade. Você sente esta conexão, tranqüilidade interna… Sabemos que durante o Tsunami, a Basílica abrigou pessoas de todas religiões; templos e mesquitas abrigaram pessoas de todas religiões. O único objetivo era a reabilitação das pessoas.

O terrorismo surge porque algumas pessoas pensam que sua maneira é a única maneira para chegar a Deus e que os outros não têm o direito de seguir seu caminho.

Sobre a noite escura da alma, Rishi Patanjali descreve nove obstáculos no caminho do buscador. Estes incluem: Doenças, Dúvida, Letargia (inércia), Desinteresse, Insustentabilidade e assim por diante. Tudo isto pode ser superado pela prática de Ioga.

P: Mesmo quando fazemos o bem, surgem muitas situações desencorajadoras. Você pode sugerir como podemos superar isto?

Sri Sri: Quando nada ajudar, a Oração ajuda! Um genuíno “ajuda-me Deus”! Todo desafio é uma chance de reafirmar nosso compromisso.

P: Qual é a importância da peregrinação no hinduísmo? Qual é sua experiência em peregrinação?

Sri Sri: A melhor peregrinação é a jornada para dentro de si! A peregrinação é uma oportunidade para as pessoas se juntarem e orarem. Como vocês sabem, orar em conjunto gera mais energia, uma sinergia. Mas não pense que Deus está só em centros de peregrinação! Deus é onipresente e onisciente. Rishis antigo meditou em alguns lugares e colocou toda energia em algum ídolo por lá.

As escrituras falam de Deus como algo sem nome e sem forma. Temos liberdade para adorar Deus em qualquer forma ou nome. A sabedoria de todo lugar é reconhecida.

P: Como um líder religioso, qual é sua opinião sobre a violência anti-cristã (com padrão e agenda especialmente desde os anos 90s) para ganhos políticos?

Sri Sri: Vejo violência num contexto maior. Preocupo-me com toda violência. A violência no corredor vermelho (Maoismo). Até a violência doméstica. Preocupo-me também com o aumento da tendência suicida no país. O suicídio é uma violência contra o próprio Ser. Quando a mente está cansada, ela leva à violência. A depressão leva ao suicídio. Temos que trabalhar juntos. Temos que trazer de volta os valores humanos. A educação sobre os valores humanos.

O mundo sofre uma crise de identidade! É preciso de uma inversão de identidade. Antes de tudo, nossa identidade é que somos todos Divinos. Depois vem que somos seres humanos, nossos gêneros, religiões, países e assim por diante… Temos que educar a sociedade sobre a divindade ÚNICA. Com essa mudança,  podemos nos relacionar com qualquer pessoa, independente de nossa ideologia. O medo será eliminado. Dentro de cada criminoso há uma vítima chorando por ajuda. O que incomoda ele? Ele pode ter sido uma vítima de ignorância, lavagem cerebral ou violência…

A educação é a única maneira de restabelecer a paz ao nosso redor, fazendo deste mundo um lugar bonito para se viver… Obrigado!

Anúncios

Um pensamento sobre “Não existe casta para o espírito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s