“Eu sou independente significa que eu sou interiormente dependente”

Ashram de Bangalore, 26 de janeiro:

P: Guruji, durante o curso eu me sinto muito bem, mas quando saio, me sinto infeliz novamente. O que fazer para me livrar disso?

Sri Sri Ravi Shankar: Absorva este conhecimento: independência significa depender do seu interior. Sua independência ocorre apenas quando você for dependente do interior. Você fica infeliz quando quer coisas dos outros para o seu conforto. Quanto você pode pegar? E mesmo que você pegue tudo, de que vai adiantar? Isto é o que eu penso.

Eu sou independente significa que eu sou interiormente dependente. Então eu não quero nada de ninguém.

Apenas este aforismo, um lembrete disto, várias vezes, traz sua mente, que está ligada ao exterior, para o centro. Você vai sentir alívio. Infelicidade simplesmente significa que você está preso ao exterior. Alegria significa que você está no seu elemento interno. Ao depender dos outros para seu conforto, você perde sua alegria. Em primeiro lugar, tenha fé de que “a natureza irá fornecer tudo o que eu preciso e mereço; nunca vai acontecer que a natureza não me forneça o que  preciso.” Em segundo lugar, “eu não quero nada de ninguém”. E em terceiro lugar, “o que eu tenho – seja  inteligência, boa voz, qualificações, competências – tudo é só para os outros e não para mim, e eu sirvo aos outros o máximo possível.” Pronto! Onde está a infelicidade agora?

P: Guruji, você ama muito cada um de nós. Eu sinto que meu amor por você é muito menor em comparação ao seu amor por mim. Como posso aumentar meu amor por você?

Sri Sri Ravi Shankar: Você não pode aumentar seu amor de jeito nenhum. Ele já está aí. Você simplesmente tem que relaxar e perceber que ele está aí. Nunca pergunte ou duvide do seu amor. Você pensa: ‘Ah, os outros estão com lágrimas nos olhos e eu não’. Não importa, nunca olhe para as coisas desse ângulo. Toda criança nasce completa do ventre da mãe. Não acontece que o primeiro filho é mais completo que o segundo e o terceiro é ainda menos. Toda mãe sabe que cada filho é pleno, completo. Da mesma forma, seu amor é total, completo, à sua altura. Nunca duvide disto e nunca compare-o com o dos outros. Se você sentir que sua expressão de amor é menor, é por causa do seu egoísmo. Tudo que você pode fazer é ser generoso, ser menos egoísta; e você não pode fazer isto da noite para o dia. Dia-a-dia, lentamente, seja mais generoso, seja mais centrado e seja mais imparcial. Então, o amor que está dentro de você vai começar a se expressar. A expressão do amor não deve ser muita nem pouca. Deve ser no caminho do meio. O problema do mundo é que, no ocidente, eles expressam amor demais. Marido e mulher dizem “meu doce” e, em seguida, eles se tornam diabéticos (risos), não podem nem tocar o doce mais. (risos)

Isto é exatamente o oposto no oriente, onde eles nunca expressam o amor. Ambas as formas são extremas. Deve haver um caminho do meio.

É como fazer uma semente brotar – ela não brota quando enterrada fundo no solo, nem quando colocada na superfície. Ela só precisa de um pouco de terra. Faça isso e pronto.

Tire o melhor do Oriente e o melhor do Ocidente. Esse é o caminho do meio.

P: O que é entrega? Significa não fazer nada e deixar a natureza fazer o que ela quer?

Sri Sri Ravi Shankar: Esta palavra ‘entrega’ foi usada, abusada e confundida muitas vezes. Acho que devemos usar alguma outra palavra. (risos)

Apenas relaxe, esteja no seu elemento, sinta a ligação, tenha um sentimento de pertencer.

Na verdade, a conexão já está aí, você simplesmente tem que sentí-la. Esta é uma palavra melhor. O que você tem que pode entregar? Preocupações, ansiedade, tensão e depressão! E esses, também, você não sabe como entregar.

Eu quero distância desta palavra ‘entrega’. Não quero que vocês usem mais essa palavra. É como um canudo no suco que já acabou, é como palha de cana que você continua mastigando e não sai mais nada dela. Vamos usar palavras melhores agora. Deixe ir, relaxe, sinta a ligação e só.

P: Como estar focado no caminho? Há tantas distrações nos puxando para trás.

Sri Sri Ravi Shankar: Com sabedoria, você volta. Esta pergunta já mostra que você está voltando, na verdade, você já voltou, você não está distraído. Através da sabedoria ou da infelicidade você é levado de volta para o centro. Quando você sai do centro, você apanha, começa a chorar e depois volta para o seu centro. O sábio volta para o centro através da sabedoria. O não-tão-sábio enfrenta os problemas aqui e ali e depois volta para o centro. Esta é a lei da natureza. Esta é a forma como as coisas são.

P: No meu país, a maioria das pessoas é da opinião que não é possível criar um filho sem uma dieta não- vegetariana, porque vai faltar amino-ácidos no corpo e o cérebro não irá funcionar corretamente. O que devo fazer?

Sri Sri Ravi Shankar: Ampla pesquisa foi feita para contrariar esta teoria. Veja bem: Há milhões de pessoas que são vegetarianas no Ocidente e são muito brilhantes. Na verdade, todos os gênios no Ocidente, incluindo Einstein, eram vegetarianos. A maioria dos melhores cientistas é vegetariana. Esta teoria de que o cérebro não funciona deve ser questionada.

P: Se a Ayurveda é considerada um sistema da medicina indígena, então por que a medicina inglesa (alopática) tem permissão do governo para controlar os medicamentos ayurvédicos? A  medicina inglesa (alopática) também alega ter uma taxa de recuperação mais rápida.

Sri Sri Ravi Shankar: Sabe, as estatísticas são contrárias a isso. Mesmo na medicina moderna, o fator de probabilidade da medicina que não acerta é muito elevado. Pesquisa diz que o efeito do placebo nos medicamentos modernos é de quase 40 por cento. 40 por cento do efeito dos medicamentos administrados podem ser adquiridos com o uso de um placebo. Medicamentos modernos são descobertos a cada dia e aqueles que foram usados há 10 – 12 anos atrás estão sendo descartados. O problema é que as empresas farmacêuticas têm muita importância no ocidente. É a economia que está regendo a medicina moderna, em vez de sua eficácia. Penso que devemos ter uma abordagem holística, combinada. Ayurveda tem algumas qualidades muito boas, medicamentos alopáticos e homeopáticos também têm alguns aspectos muito bons. A medicina holística é a melhor. É errado descartar completamente a medicina moderna e é igualmente errado descartar as curas naturais, a ayurveda.

Em caso de emergência, é melhor a alopatia. A ayurveda tem uma forma única de curar pela causa da doença. Ela não só cura os sintomas mas também não tem efeitos colaterais. Hoje, muita pesquisa tem sido feita sobre isto e muitos já têm experimentado isto.

Por exemplo: No tratamento alopático, é alta a probabilidade de remissão de muitos casos, mas na Ayurveda, ela é inferior a um por cento. Estas são as coisas que devemos saber sobre Ayurveda. Ayurveda está, de qualquer maneira, adotando métodos modernos de investigação. Então, o melhor é adotar uma abordagem holística. Nosso objetivo não é beneficiar as empresas farmacêuticas, mas as pessoas.

P: Qual é o caminho espiritual? Como saber se estamos no caminho espiritual?

Sri Sri Ravi Shankar: Qualquer coisa feita para levantar seu espírito, fazer você andar em direção da verdade, trazendo à tona valores humanos, que liga você ao mais íntimo e ao mais exterior, é espiritual. Meditação, pranayama, ioga, serviço, cantar, criar felicidade ao seu redor – tudo é parte da espiritualidade.

Se você cria infelicidade, então isto não é espiritualidade.

Se você pode criar alegria, isto é espiritual. Mas não falo de alegria momentânea. Tal alegria, a longo prazo, cria infelicidade que não é espiritual. O álcool e as drogas podem criar alegria momentânea mas eles não são de jeito nenhum espirituais. Este é o espírito.

P: Krishna é ‘bhavana bhahit’. O que isto quer dizer?

Sri Sri Ravi Shankar: Você falou esta frase, você explica seu significado. Deus tem fome de sentimentos. Ele não precisa de seus doces nem de suas flores. Então se você se comporta com sentimentos, isso é suficiente. Veja Krishna em toda parte.

O senhor Krishna diz no Gita: “Onde quer que você veja e em qualquer forma, eu estou lá. Eu sou conhecimento numa pessoa conhecedora, onde quer que haja conhecimento eu estou lá, eu sou força no forte, beleza no belo, tudo sou eu”. Leia o Gita profundamente e melhor ainda é meditar. Seja um yogi – yogi é o melhor.

P: Por que algumas pessoas não sorriem para os outros mas estão felizes apenas consigo mesmas? O que é bom – manter felicidade consigo ou estar feliz com as pessoas ao seu redor também?

Sri Sri Ravi Shankar: (brincando) OK – alguém não sorriu para você e sorria para si mesmo, e ele está perto de você – este é seu problema! (Risada) O mundo é assim: algumas pessoas não sorriem para você, você não sorri para alguém. Deixe os  outros. Você está sorrindo? Manter nosso sorriso já é suficientemente bom.

Cada um tem sua própria coleção de problemas e se uma grande compaixão surgir em você, então você vai e pergunta: ‘Qual é seu problema? Por que você não sorri? Você precisa de ajuda?’

Mas veja a quem você pergunta (risada) e caso você apanhe de alguém, então dê a ele sua outra face também. (Risada enorme)

Se existe compaixão, então pergunte a todos: ‘Por que você não sorri?’

Certa vez na Suíça, esperávamos por algum transporte e vimos que ninguém na estrada sorria. Pensei: tudo está aqui e ainda assim as pessoas não sorriem. Eu tinha muitas flores comigo e então perguntei os devotos quem me acompanharia para dar flores a quem não sorria na estrada e pedir a eles para sorrirem. Este foi um programa fantástico.

Depois disso nós lançamos uma onda chamada ‘Espalhe seu sorriso’ na Holanda, França, Alemanha e Suíça, onde as pessoas dão flores e dizem: ‘Por favor, sorria e faça os outros sorrirem passando esta flor’.

Algumas pessoas ficaram chocadas inicialmente por que ninguém até aquele dia tinha se preocupado com seu sorriso e, repentinamente, alguém vinha e pedia que elas sorrissem.

Mas se você está na Índia, tome cuidado antes de dar flor a qualquer pessoa. (Risada) Cuidado antes de dar uma flor aqui na Índia. Na Índia, se uma menina sorri para um menino isto é entendido de um modo diferente. Isto não é normal; e o gesto de um menino dar uma flor a uma menina não é muito amável. (Risada enorme) Mas na Europa, não é considerado mau. (Alguém na audiência diz: ‘Vamos começar isto em Nova Iorque também’.) Sim, fazemos isto lá também, algo chamado ‘Uma rosa de amizade, Passe-a para frente’.

P: Guruji, sou de Kerela. Quero perguntar – o que significa fazer puja (adoração)?

Sri Sri Ravi Shankar: Há um ditado sobre puja: Yen ten prakaren, Yatra kutrapi dehina, Santosham janaye pragya Tadaye vishva lochan Crie paciência nas pessoas.

Quando você leva uma onda de felicidade, onde quer que você vai, isso é puja.

Independente do modo que você cria felicidade e paciência, isso é puja, adorando a Deus de  verdade. Como isto é belo!

P: Guruji, há hospícios para pessoas com problemas mentais. Qual é o lugar para as pessoas que amam o Divino?

Sri Sri Ravi Shankar: Para elas, este mundo inteiro é delas. Esta loucura é bem recebida em toda parte. Todos vão convidá-los; todos irão recebê-los e adorar conversar com eles. Porque eles sabem que nós espalhamos esta fragrância.

P: Sinto-me luxurioso às vezes. O que fazer e como me livrar disso?

Sri Sri Ravi Shankar: Quando não há alegria na vida então a cobiça aumenta em você porque só assim você consegue alegria. Mas quando você acha alegria na vida de outro modo também, então a freqüência de tais desejos começa a diminuir. Quando você começa a achar alegria em sadhna (práticas espirituais), alegria em serviço, alegria em satsang, alegria em dedicação, alegria em entrega – esta é a única maneira de não cobiçar. Não há outra maneira. Quando tudo é feito junto e lentamente, você não cobiça. Caso contrário, você terá que esperar pela idade.

Talvez mais tarde você possa ser assim. Você não será capaz fisicamente de fazer isto, mas você pode livrar-se disto pela mente ou não, isso não é certo. Não há garantia. Normalmente, pessoas mais velhas vêem material obsceno e tentam obter satisfação com isto.

P: Indianos do sul são profundos em rituais. Os rituais são muito importantes para alcançar o caminho espiritual ou a meta final?

Sri Sri Ravi Shankar: O homem não pode ficar sem ritual. Vamos deixar isto claro. Hoje é o Dia da República da Índia. O que acontece hoje em Nova Delhi e nas capitais dos outros estados é um ritual. Há um modo particular de andar, um modo particular de levantar a bandeira, um modo particular de comportamento. É um ritual nacional. Mesmo na Rússia comunista, no Kremlin, três guardas dão três tiros no céu todo dia e executam um ritual. Isto é um ritual.

Seres humanos não podem ficar sem rituais. Se seu ritual é significativo e ecologicamente correto, então tudo fica melhor.

Um ritual sábio é oferecer flores, acender uma vela, criar amor, plantar uma árvore, distribuir doce – estes são rituais com mais significado.

E matar um animal –  isso não é de jeito nenhum um ritual bom. Não temos direito de transgredir outra vida. A violência ou algo que polui o ambiente não pode ser um ritual. Não é um gesto gentil com a natureza.

Se considerarmos a preocupação com o planeta um ritual ou adoração, este é o melhor ritual.

Isto foi projetado ou considerado em tempos védicos antigos. Numa outra escola de pensamento ao redor do mundo, ritual é ir a templos e dar bali (sacrificar animais). Não aprovarei esses rituais desumanos. O ritual deve ser algo que eleva seu espírito, que levanta seu espírito.

Antigamente, eles chamavam puja de ritual. Puja – PU significa fora da plenitude e JA significa nascido fora disto. Então quando você faz algo pleno de gratidão, isto é ritual. Mas até isto foi distorcido hoje. Seres humanos não podem ficar completamente sem rituais.

Você não pode dizer: ‘não quero nenhum ritual’. Já notou como a energia é baixa em casas onde nenhum ritual é executado? Porque não há nenhuma celebração, nenhuma vibração. Executar algum tipo de ritual, algum tipo de canto ou leitura em casa cria íons positivos na atmosfera e também tem um impacto bom nas crianças. Essa é a razão pela qual eu digo para não ficar ligado demais a rituais, mas também para não abandonar os rituais completamente. Adote um caminho do meio.

Como no Natal você acende uma vela, arma uma árvore de Natal. Em Diwali você acende lâmpadas,  decora casas, troca doces, queima alguns incensos. Também em Eid você limpa as casas, faz orações – há uma função.

Sempre que acontece um pouco de ritual, cria-se uma boa atmosfera especialmente para as crianças, e desenvolve-se um tipo de mentalidade saudável, social, religiosa e espiritual. Você não acha?

“Aquilo que você não pode expressar é Amor.
Aquilo que você não pode rejeitar / renunciar é Beleza.
Aquilo que você não pode evitar é a Verdade. “

~ Sri Sri

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s