Nossa natureza mais íntima, é o que dharma é

Bad Antogast (Alemanha) 28 de dezembro:

P: Como podemos ser tão grandes e rápidos como isto (Arte de Viver)?

Sri Sri: Eu também me pergunto. Eu penso que vocês deveriam fazer uma sessão de ‘brainstorming’, sentarem-se com os professores e pessoas daquele país e tentar outras coisas também e então, esperar. Sim, há duas coisas: uma é os nossos esforços, nossas habilidades. Segundo é o tempo certo. Uma combinação dos dois definitivamente dará certo.

P. Guruji, por favor fale sobre dharma e sanga.

Sri Sri: Dharma and sanga. Nossa natureza mais íntima é o que dharma é. Sim, nossa natureza mais íntima é dharma e sanga é nossa associação, nosso meio ambiente. Então, eventos e atitudes são influenciados por apenas duas coisas. A primeira é pela sua verdadeira natureza e a outra é pelo seu meio ambiente, as pessoas com que você está, quem você conhece. Em um grupo, se alguém diz: “Vamos tomar um drinque.” Nós diremos: “Ok, vamos todos”. Nós todos vamos. Se num grupo alguém começa a falar negativamente, vagarosamente outra pessoa se juntará e em pouco tempo uma terceira e uma quarta. Logo você verá que todos estão falando negativamente – esta é a influência do grupo. Uma criança é influenciada em 25% pelo meio ambiente, pelos amigos e pela escola. Outros 25% são os genes dos pais e tendências. Os próximos 25% são sua própria originalidade, seus carmas, seus samskaras, a impressão com que eles vieram a este mundo. Os restantes 25% são através do seu esforço próprio, seu entendimento. Então, os pais tem apenas 25% de influência nas suas crianças. Apenas um quarto. Da mesma forma, nossa sanga, que significa nossa associação, tem influência em nós. Normalmente o que nós chamamos de sanga é um grupo de pessoas que estão no caminho espiritual. Pessoas no caminho espiritual podem ajudar com a energia necessária, biodiversidade para você seguir o caminho. Por isto quando você senta e medita em grupo, é melhor do que quando você está sozinho. Quantos de você sentem assim? Em grupo, você se sente disposto a fazer yoga, pranayama e mesmo serviço voluntário. Quando você está sozinho, você se sente cansado. Você não se sente disposto. Mas uns poucos de vocês se juntam, e vocês fazem muito trabalho. Se você tiver que lavar os pratos sozinho, você fica entediado. Mas se 7, 8 ou 9 de nós estão lavando os pratos, o tempo voa. Você não se sente cansado. Quantos de vocês se sentem assim? Em casa, se alguém lhe pedir para lavar tantos pratos, você se esconderia. E aqui, você o faz com um sorriso, o faz alegremente. Então, sanga pode  ajudá-lo a se elevar na vida. Ele o coloca em contato com o seu dharma; e sanga só acontece com os iluminados. Por isto Senhor Buda disse: “Buddham, sangham e dharmam”. Três coisas – o iluminado, a companhia das pessoas e sua verdadeira natureza – todas estas três coisas são importantes e são todas uma única e a mesma.

P. Guruji, há algum momento errado para meditar? É ok meditar a qualquer hora?

Sri Sri: Você pode meditar a qualquer hora que sua barriga não esteja cheia. Quando você come, você está cheio. Quando você se senta para meditar nesta hora, não é bom. Ou você não terá meditação, ou dormirá ou terá indigestão. Haverá alguma dificuldade no metabolismo.

P. Por que há uma brecha entre migrantes e pessoas locais?

Sri Sri: Brechas entre os migrantes e as pessoas que vivem aqui… uma das razões é que os migrantes não se misturam com as pessoas locais. Eles se mantém nas suas comunidades e campus. Eles não adotam o país onde estão. Isto é um ponto relevante. Isto fará com que as pessoas continuem separadas. Há um ditado antigo “Em Roma, aja como os romanos.” Assim, se você estiver em um país, você deve adotar sua cultura, seguir as normas do país. Isto é essencial para migrantes saberem e entenderem. Em segundo lugar, o medo. Os migrantes temem que eles perderão suas raízes. Eles não precisam. Eles devem reforçar suas raízes assim como seus costumes originais – língua, cultura, religião, tradição. Isto é bom. Eles devem fazê-lo. Por outro lado, há mais esclarecimento sobre diversidade cultural. Não tem havido muitos festivais que integrem todos os tipos de pessoas, todas as diferentes culturas, civilizações, religiões. Estes eventos multiculturais precisam acontecer com mais freqüência. Isto aproximaria as pessoas, seus corações e suas mentes.

P. Guruji: nossos políticos não são bons. Como podemos mudar os corruptos como os do meu país?

Sri Sri: Bem. Eu deixo esta pergunta para você. Você pode ter algumas idéias. Compartilhe-as comigo também! Nós temos que trabalhar nesse assunto. Políticos perderam o senso de pertencimento com as pessoas. Isso se transformou num outra indústria. Política deixou de ser um lugar de responsabilidade, de cuidado e proteção ao bem estar do povo. Ao contrário, se transformou em autoengrandecimento, uma indústria de poder, posição e dinheiro. Isto tem que mudar. Sabe, políticos terão que se conscientizar que eles são servidores do povo. Eles têm uma responsabilidade. Há alguns políticos muito bons. Não devemos colocar todos na mesma cesta. Mas os políticos corruptos são os que devíamos resolver. Isto só poderá acontecer através do ensino e conscientização crescente dos valores humanos. Eu estou muito preocupado, especialmente com a África, onde as pessoas têm tão pouco para comer e os políticos da África acumularam bilhões – $280 bilhões – em um banco inglês. Quando eu falei com políticos do parlamento europeu, eles me disseram: “Guruji, nós temos boas notícias. Nós mandamos $79 milhões de volta para a África para o povo de lá, porque é dinheiro do povo.” Mas não é suficiente. É apenas uma pequena parte do que presidentes e primeiro ministros do continente africano estão guardando lá. Da mesma forma, políticos hindus guardam grandes somas em bancos suíços. Mas tudo foi abafado. É necessária uma onda de despertar moral e espiritual no mundo todo, especialmente neste campo. Só assim isto poderá ser corrigido. É uma tarefa grande. Todos tem que trabalhar para isto. Nós precisamos de políticos como Gandhi e Martin Luther King que são espirituais e que se importavam com as pessoas para defenderem seus ideais na sociedade. Não é?

P. Querido Guruji, você pode por favor falar sobre guru e tatva?

Sri Sri: Há apenas um ar, um sol, uma Terra e uma Lua. Da mesma forma, há apenas uma consciência. Dentro de nós, a consciência, que é sabedoria, que é luz, é gurutatva. Tatva significa princípio. Para começar, as cinco tatvas são terra, água, ar, éter e fogo. Estes são as cinco tatvas e, então, há a mente, o intelecto e o ego. Então há maha tatva que é além do ego. Aquele que foi além do ego é chamado de mahatma. Mais delicado que maha tatva é guru tatva. Guru tatva é princípio de discriminação, de conhecimento e quando isto desperta dentro de você, isto é guru tatva. No conhecimento não há escassez de nada. A missão da vida é completa. Guru tatva sempre traz alegria, liberdade da miséria e elevação da consciência.

P. Querido Sri Sri, por favor guie-me em como eu posso servir a humanidade. Muito, muito amor.

Sri Sri: Sim, venha e junte-se ao time. Junte-se e pense no que podemos fazer todos juntos. Veja, sozinho, quando nós fazemos individualmente, é um esforço pequeno. Não há muito resultado. Na verdade, nós nos esgotamos, nos cansamos. Mas em grupo, podemos fazer muito. Ok?

P. Há vários tipos de amor, mas como achar o amor da sua vida? Para ficar o resto da vida apenas com uma pessoa.

Sri Sri: Eu deixo a escolha para você e o abençôo por isso. E uma coisa você sabe, você deve ficar atento a este perigo: outra pessoa poderia ter sido melhor. Então, é melhor não escolher ninguém. Aquele que você escolher, você vai se arrepender de não ter escolhido outra pessoa. Esta situação é também bem possível. Assim, a escolha é sua, as bênçãos minhas.

P. Porque existe julgamento? De onde vem?

Sri Sri: Julgamento é um conjunto de conceitos que parecem ser obsoletos. Uma opinião ou um conceito que fica obsoleto, você o chama de julgamento. Não o julgamento que o juiz faz na corte, mas aquele que você faz. Você tem uma opinião sobre uma pessoa ou um conceito ou uma situação, quando ela quebra, então você olha para traz e diz:  “Oh, eu tenho um julgamento sobre isto.” Se ela não quebra, é quando você diz: “Oh, eu sei que isto é conhecimento. Você sabe que eu sei que é assim que é.”  Você chama de julgamento quando é obsoleto, isto significa que foi provado errado. Certo? Julgamento é o oposto de intuição, intuição é a opinião certa. Julgamento é a opinião errada.

“Aquilo que você não pode expressar é Amor.
Aquilo que você não pode rejeitar / renunciar é Beleza.
Aquilo que você não pode evitar é a Verdade. “

~ Sri Sri

© Fundação Arte de Viver

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s