Sessão de perguntas e respostas com Sri Sri em Israel

20 de outubro de 2009

P: Qual é o caminho para eu me libertar de apegos, especialmente das feridas emocionais do passado, assim como confiança e desconfiança? Como eu me liberto para ser capaz de confiar novamente, depois de traição e não ficar suspeitoso e cínico?

Sri Sri: Uma das coisas que precisamos nos lembrar é que toda a história acabará aqui! Todos nós iremos embora! Nós estaremos debaixo da terra. A vida chegará ao fim, certo? Se nós olharmos para trás e virmos quantas pessoas nós conhecíamos que se foram. Aqueles que estiveram aqui conosco, se acabaram. Mais irão embora. Todos irão embora e um dia nós também iremos. Esta é a verdade permanente, a verdade definitiva na vida.

Eu estava pensando que hoje é o aniversário do décimo ano da morte da minha mãe. Já se passaram dez anos! O tempo passa, as coisas mudam, quando nós vemos a vida de um ângulo mais amplo, então o que são feridas emocionais? Alguém disse algo que nos magoou e nós choramos; alguém disse uma coisa boa e nós rimos. Qual a grande novidade nisto? Algumas vezes você disse algo que magoou alguém, mas esta não era sua intenção. Quantos de vocês tiveram esta experiência? Você tem repreendido sua filha/o tantas vezes, não tem? E se eles se lembrarem disto a vida toda e disserem que não se esquecerão que você os magoou? O que você diria para eles?  “Vamos, deixe ir! Eu não queria magoá-lo!”  Não é?  Ou “Eu estava estressado e aborrecido, eu não estava de bom humor por isto eu disse algo”. Você não espera que as pessoas se esqueçam das mágoas que foram causadas por você?

Você quer que as pessoas que você magoou relevem as mágoas que você causou nelas. Da mesma forma, você não deve relevar as mágoas que eles causaram em você?  Se alguém te magoou primeiro, é devido ao egoísmo e porque eles não sabem como a vida é vasta, como a vida é linda. Eles são egoístas porque estão com medo. Eles são egoístas e egocêntricos porque eles não tem conhecimento. Ninguém os ensinou a amar às pessoas, a ficar em silêncio, a ter este lindo conhecimento. Não é culpa deles. É culpa deles? Se você não aprendeu a ler e a escrever, é culpa sua? A sociedade lhe ensina. Seus professores, seus pais o levam a escola, fazem você aprender e, então, você aprende. Do mesmo jeito, não há nenhum sistema para eles aprenderem sobre a vida de um ângulo mais amplo. Logo, você pode apenas ter compaixão por eles. Eles não tiveram chance de aprender, não tiveram um guia, um professor. Eles não foram expostos à espiritualidade. Eles não foram expostos aos maneirismos. Então, eles eram pessoas egoístas e com mente pequena.  É como ele foram criados. Então, porque você fica repetindo: “Oh! Você me magoou!” Vamos, deixe ir! A vida está passando. Quando você morrer, você será perguntado duas coisas: quanto amor você deu e quanto conhecimento você aprendeu. Não devia importar o que os outros fizeram a você mas, de sua parte, você deve ter compaixão. Se as pessoas são boas para você, fique feliz. Se eles erram, tenha compaixão. A vida pode apenas oscilar entre feliz e compaixão. Não há terceira opção. Na nossa vida, nós perdemos pessoas que nos foram muito queridas. O que fazemos?  É como a vida foi desenhada. Nós seguimos em frente. Nós também morreremos um dia. Então, vamos seguir em frente com comprometimento. Quando estivermos tristes, nós rezamos por força e quando estivermos felizes rezamos por força para servirmos.

P. Querer encontrar muito amor na vida é considerado febrilidade?

Sri Sri: Se você está consciente da febrilidade, “Oh! Eu quero”, então é  febrilidade. De outro modo, você apenas deve relaxar. Suponha que você queira ir a Jerusalém. Você pensa sobre isto e então vai. Sua febrilidade é “Oh! Eu quero ir a Jerusalém, Oh! Eu quero ir….” Febrilidade é  “Oh! Eu quero um namorado ou eu quero uma namorada”.  Olhando para toda garota e todo rapaz, correndo atrás deles, sendo irritante com eles, isto é febrilidade. Você vê como algumas vezes as pessoas te irritam? As moças entendem melhor. Um rapaz apaixonado fica correndo atrás de você. Quantos de vocês acham isto irritante? Então, apenas você deve decidir se é febrilidade ou não.

P. Como posso me libertar da polaridade de dependência e independência, de tal forma que eu fique livre de verdade?

Sri Sri: Não existe nada chamado de independência total na vida. Esqueça-se disto. Se você está pensando que “eu quero ser totalmente independente”, você não está. Até a idade de 15, 16 ou 17 anos, você não é independente. Você nasceu dependente. Alguém teve que levantá-lo. Alguém teve que trocar suas fraldas. Alguém teve que lavá-lo. Alguém teve que alimentá-lo. Alguém teve que dar-lhe banho, colocá-lo para dormir. Você nasceu dependente. Quando você morrer, não é você quem vai cremar seu corpo. Quando você fica doente, alguém o assiste. Você não pode ser seu próprio médico.  Após 50-60 anos, fica óbvio que você é dependente de alguém. Até certo ponto, você não pode dizer que “eu sou totalmente independente”. Alguém tem que fazer algo para você. Só pelo fato de você pagar algumas contas, não significa que você se tornou independente. Você está apenas fazendo uma troca. Você os está ajudando um pouco, mas você ainda é dependente deles. Suponho que ninguém queira suas contas, ninguém queira trabalhar para você, o que acontecerá para você? Porque você tem algumas cédulas, e as pessoas precisam destes papéis-moeda, isto dá a você uma ilusão que você é independente. Dinheiro dá uma falsa noção que você é independente. Você pode ter dinheiro, mas e se ninguém quiser seu dinheiro, o que acontecerá com você? Você é dependente. Portanto, a vida oscila entre independência e dependência. Ao mesmo tempo, você é independente para pensar, você é independente para agir, você é independente a para ter uma opinião sobre seus sentimentos, controlar seus sentimentos, se você quer se sentir bem, é sua escolha. Se você quiser se sentir mal. É sua escolha.

Você devia ouvir o conhecimento Ashtavakra. Eu tenho falado sobre isto. A vida é uma combinação de independência e dependência. Se você quer ser atencioso, você é completamente independente para ser atencioso. Se você quiser ter boas maneiras, você é completamente independente para ter boas maneiras. Isto não depende dos outros. Se você quiser falar docemente, é depende totalmente de você fazer isto. Se você quiser culpar alguém ou ser rude com os outros, você é independente para fazê-lo. Você deve escolher sobre o que você quer ser dependente ou independente e onde você quer se meter. Você pode pensar que é independente financeiramente, mas eu lhe digo que se você não pode suportar certos comentários depreciativos de um de seus amigos, ou família, ou qualquer pessoa, você não é independente. Se alguém o culpa ou lhe diz coisas más sobre você mesmo, então, você descobrirá quão independente ou dependente você é.  Se você for realmente independente, nada poderá aborrecê-lo. Você se move com zelo, com visão e com um sorriso.

P. Como ter alegria na vida?

Sri Sri: Esqueça-se sobre obter alegria, ela virá até você.  Você deve apenas relaxar.

P. Eu sou uma mulher muito feliz e abençoada com várias coisas; então, por que eu me preocupo por estar acima do peso?

Sri Sri; Você sabe que um homem ou uma mulher não podem viver sem preocupações. Por isto eu comecei o Arte de Viver, para ter mais preocupações! Esta é uma boa preocupação, pelos menos interromperá você de colocar uma segunda bola de sorvete. Você não estenderá sua mão para um segundo pedaço de sobremesa, um segundo pedaço de torta de maçã. Você vai parar na metade. É bom ter um pouquinho de preocupação, se não, quando você envelhecer, terá que pagar muitas contas de médicos. Então, é melhor manter controle do peso a não ser que você queira que você que os médicos fiquem ricos.  Está é sua escolha!

P. O que posso fazer sobre a culpa que sinto por não ser capaz de amar algumas pessoas da minha família, nem os parentes de sangue?

Sri Sri: Não se force a amar. Assuma que alguns sentimentos, conexões ou amor já estão lá. Você não examina isto todos os dias, certo? Eu amo meu pai, ou minha mãe, o aquela pessoa? – mesmo que você não goste do comportamento deles. Se seu pai ou sua mãe são velhos e cínicos, você pode se sentir muito irritado e não gostar da companhia deles porque eles te colocam para baixo ou cantam as mesmas velhas músicas. Gostos e desgostos surgem na cabeça. Eu tenho certeza que no fundo do seu coração há amor, um certo sentimento. Por ele existir que você faz está pergunta. Então, é apenas que você não quer reconhecer seu amor por eles, mesmo os amando. Há uma profunda conexão de amor mas você não gosta do comportamento deles, do jeito que eles agem ou da mentalidade deles. É apenas uma coisa externa. É perfeitamente OK. Nunca duvide de seu amor pelas pessoas. O amor está sempre lá e lá estará. Apenas assuma isto.

P: Tudo que eu fiz profissionalmente este ano não funcionou. Eu estudei hindu, massagem, fisioterapia e anatomia. Eu realmente quero ser bem sucedido. Por favor, me ajuda!

Sri Sri: Há muito trabalho que precisa ser feito. Há muitas necessidades. 30% da Europa está deprimida e nós temos este maravilhoso conhecimento que pode ajudar as pessoas a superar a depressão e pensamentos suicidas. Seria muito bom para nós trabalharmos juntos visualizando um mundo com menos sofrimento. Eu gostaria de ter muitos jovens fazendo o trabalho do Arte de Viver em tempo integral. Três a quatro dias para sair e ensinar a todos. Uma vez você aprendendo a ser professor, você pode ensinar, criar uma comunidade do Arte de Viver  aqui. Você pode ter seu próprio ashram aqui. Meditar aqui. Cada um pode fazer seu trabalho e ainda contribuir. É um grupo comunitário, onde todos podem contribuir. Você pode começar uma cozinha comunitária. Você não precisa se preocupar com compras de supermercado. Uma pessoa pode fazer as compras, um outra cozinha, e todos pode se revezar. Uma pequena comunidade de 60 ou 100 pessoas pode viver assim. Pode haver celebração, meditação e yoga.

Toda atmosfera fica tão melhor! No Ashram de Bangalore, nós temos 800 pessoas morando juntas. Antes éramos 10 ou 12 pessoas. Agora há tantas pessoas que querem vir viver aqui no ashram que nós não temos lugar.  É porque ninguém precisa se preocupar com contas de luz, casa, impostos e comida. Está tudo sendo cuidado e todos contribuem do jeito que puderem. O mesmo está acontecendo na Alemanha, Canadá e EUA e mais recentemente começou na Argentina. Nossa vida é muito curta para gastarmos tempo com coisas desnecessárias e que não queremos. Metade da vida é de qualquer forma gasta com sono. Os outros 40 ou 50 anos ou qualquer tempo mais longo que você viverá neste planeta, você precisa que as pessoas cuidem de você, tomem conta de você, ou você quer fazer algo para os outros e para a sociedade? Ajudar aos outros e servir a sociedade, não seria uma boa idéia? Sempre haverá alguém pensando nos outros, cuidando dos outros e ajudando-os. Eu quero que vocês todos pensem sobre isto. Não quero chamar isto de casa de velhos. Estas casa de velhos são muito depressivas. Ashram é um lugar onde há gente velha, gente nova, crianças, todos vivem juntos. Assim, a geração mais jovem fica enriquecida pelas experiências dos mais velhos e os mais velhos ficam entusiasmados pelos jovens. Nós podemos criar este tipo de atmosfera. O que você acha?

P. Eu sou um covarde. Toda a minha vida eu tenho ficado com medo de qualquer coisinha. Eu vejo riscos e perigo no meu caminho e tenho medo e tudo e de todos. Eu tenho medo de me machucar. Como eu supero isto?

Sri Sri: Em primeiro lugar, remova este rótulo: “eu sou um covarde”. Quem disse que você é um covarde? Tire este rótulo.  Quando você rotula, como o ditado da bíblia “Colherás o que semeias”, você encoraja aquilo. Você é maravilhoso. Nós todos estamos aqui para apoiá-lo e todos vamos apoiá-lo. Não pense que você é fraco.  Deixe disto.

P. Pode-se fazer meditações ‘oco e vazio’ em casa também?

Sri Sri: Em casa você não precisa fazer isto. Apenas sente-se e começará a acontecer. Você deixa o carro na oficina e quando você pega o carro de volta você simplesmente o dirige. Ele já está pronto. Todos os dia, em casa, você não precisa consertá-lo. Mas todos os dias você lava o carro, então similarmente, você deve apenas fechar os olhos e meditar.

P. Eu aprendi a aceitar as pessoas como elas são.  Todavia eu também aprendi o conceito de responsabilidade. Eu tenho um filho de 13 anos de idade. Ele é maduro, quebra as regras, deixa a escola no meio, não aprende, não vem para casa na hora certa e fica com os amigos. Isto me preocupa. Como eu cumpro meu papel de mãe, aceito-o e coloco limites?

Sri Sri: Você já o está fazendo. É muito difícil administrar ou lidar com adolescentes. Algumas vezes é necessário ser rigoroso e algumas vezes carinhoso, também. É como andar a cavalo. Algumas vezes deixa solto e outras segura firme. Assim, administrar adolescentes é como andar a cavalo.

© Fundação Arte de Viver

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s