‘Nada mais pode te trazer a satisfação que seva traz’

O que Sri Sri disse hoje:

Índia (Centro Internacional Arte de Viver, Bangalore), 11 de setembro:

P: Nós fazemos de tudo para ganhar o apreço das pessoas. Como nos livrarmos do desejo por apreço dos outros?

Sri Sri: Primeiro, comece duvidando do apreço. Eles estão realmente te apreciando ou estão querendo algo de você? Quando você duvida do apreço, você perderá o desejo por apreço dos outros.

P: O que vemos e experienciamos num processo de regressão à vida passada – eternidade – é realmente nossa vida passada ou nossos desejos e imaginação?

Sri Sri: Sim, poderia se tudo: desejos escondidos, impressões da mente. Então leve isso de forma leve.

P: Por que eu choro com tanta facilidade? Sou tão fraca?

Sri Sri: Chorar por amor ou alegria é muito bom. Tais lágrimas são muito preciosas. É um sinal de seu coração se abrindo.  Se você chorar por que se sente ferido, então convoque seu valor interno. Muitas vezes você tem pena de você mesmo. No caminho espiritual, autocomiseração e culpar a si mesmo não têm espaço. Afaste esses dois. Se você culpa a si mesmo, você não pode ir em direção a si mesmo.

P: Se o objetivo de toda alma é moksha (liberação), a pessoa pode ser grata aos pais que foram responsáveis por trazê-lo de volta ao ciclo de vida e morte?

Sri Sri: Você deve agradecer seus pais por eles terem te dado a oportunidade de vir a esse lindo mundo. Moksha é possível apenas neste mundo.

P: Eu detesto meu trabalho que já amei no passado. O que eu posso fazer?

Sri Sri: Nossos gostos e desgostos mudam tão frequentemente! Você gosta de alguma coisa e depois desgosta e assim em diante. A vida não deve ser influenciada por gostos e desgostos, mas bem fundamentada no compromisso. Você precisa de algum trabalho para sustentar sua vida. Qualquer trabalho que sustente sua vida, seja comprometido a ele, e se você encontrar algo melhor, vá em frente.

Não há nada como satisfação no trabalho. Todo trabalho tem desvantagens. Faça seu ‘ganha-pão’ e depois faça seva para satisfação. Isto te traz satisfação máxima. Mais nada pode te trazer a satisfação que seva traz.

P: Eu sinto que as orações não vêm do meu coração. O que fazer pra orar do coração?

Sri Sri: Nada. Não faça nada, apenas seja natural. Você não pode se forçar a gostar de algo ou forçar amor e devoção. Quanto mais esforço você fizer, mais tempo vai levar. Seja claro sobre duas coisas: Primeiro, nunca duvide do amor de alguém por você ou seu amor por outra pessoa. Segundo, não faça esforço para amar ou insista que alguém deve amar você. Esses são os impedimentos no caminho do amor.

P: Sobre aceitar as pessoas como elas são, eu acho muito difícil aceitar as pessoas que são insinceras em relação ao trabalho, especialmente aquelas que trabalham para mim.

Sri Sri: Muito bom. Não as aceite como elas são.Tome uma atitude severa e lide com eles com habilidade.

As pessoas não mudam do dia pra noite, ainda assim, as pessoas mudam. Ninguém vai permanecer o mesmo, em matéria de imperfeições. Perfeição permanece a mesma.  A verdade é sempre uma, mentiras podem ser muitas.

P: Como decidir que demais é demais? Eu tenho um filho e quero me divorciar.

Sri Sri: Pergunte a você mesmo se você deu seus cem por cento. Se a mente disse que não, você deu oitenta por cento ou até 95 por cento, então espere até você ter dado seu cem por cento. Melhor ainda, dê seus 101 por cento pelo bem da criança. Um pequeno sacrifício por uma criança te leva muito a frente. Se não funcionar mesmo depois disso, então diga a seu parceiro que seus caminhos são diferentes e que é melhor se separar.

P: Qual a diferença entre ideia e pensamento?

Sri Sri: Primeiro me diga o significado delas e então te direi a diferença. Nós atrelamos significados às palavras. Entendeu?

P: Por favor, nos diga mais sobre desapaixonamento no caminho espiritual.

Sri Sri: Desapaixonamento é centralidade. Desapaixonamento não é decepção. É estar satisfeito olhando para algo maior.

P: Como equilibrar estudo, trabalho e seva?

Sri Sri: Como você equilibra uma bicicleta? Exatamente da mesma forma.

P: Qual o objetivo da vida?

Sri Sri: Essa é uma pergunta de ouro. A pessoa que sabe a resposta não vai te dizer. Qualquer pessoa que tente responder, não dê atenção a ela. Essa pergunta pode atiçar a busca em você mesmo.

P: Qual o lugar da espiritualidade na vida?

Sri Sri: Se você quer assistir a televisão, o que você escolheria – ver ou ouvir primeiro? Ambos simultaneamente. Similarmente, o caminho espiritual traz energia, entusiasmo, criatividade e calma na sua vida. Eles são absolutamente essenciais. Eles são como corpo e mente, ambos vão junto. A vida é uma combinação de etéreo e espiritual. Algo não tangível e algo muito tangível, o corpo.

P: Nos dias atuais, há pressão para cometer atividades fraudulentas no mundo corporativo. Como lidar com essas situações?

Sri Sri: Com habilidade. Se o seu chefe te diz para fraudar algo, evite com habilidade. Por fim, diga que sua consciência não te permite cometer fraude. Se você fraudar algo, então seu chefe vai escapar e você será colocado atrás das grades. Ainda assim, verdade cem por cento também não é trabalhável. É apenas um ideal. Há um provérbio antigo que diz que são permitidas tantas mentiras quanto há de sal na comida. Por exemplo, se você quer vender seu produto, pode não ser o melhor; mesmo assim, você pode dizer que o seu produto é o melhor. Este tanto de mentira é aceitável. Anciões disseram isso há milhares de anos. É fascinante como eles lidavam com a mente humana.

P: Seus pecados são perdoados por Deus ou o Sudarshan Kriya os limpa?

Sri Sri: Sim, todo o passado será limpo. Definitivamente, se você fizer o Sudarshan Kriya serão liberadas todas as impressões passadas e te tornará revigorado e vívido.

P: Como você descreveria a organização Arte de Viver? É filantrópica, espiritual ou humanitária?

Sri Sri: Tudo é um. É tudo – filantrópico, social e espiritual. Nós discutimos conhecimento, fazemos atividades de serviço, cantamos junto e dialogamos sobre fé e sentimos que somos uma família mundial.

P: Quando temos um guru, há necessidade de astrologia?

Sri Sri: Astrologia é uma ciência, mas astrólogos não são tão científicos.

P: No Bhagavad Geeta, há dois caminhos descritos para liberação. Bhakti Marg– o caminho da devoção e Gyan Marg- o caminho do conhecimento. Qual deles é melhor?

Sri Sri: Eles não são caminhos tão diferentes. Suponhamos que você gosta de pudim. Como você gosta de pudim sem saber o que é pudim? O conhecimento disso irá acender um ‘gostar’ do pudim. Amor e conhecimento andam lado a lado. Uma vez que você sabe sobre algo, você vai e o compra. Bhakti, Gyan e Carma são três pernas da mesma mesa.

Krishna diz a Arjuna todos esses passos e, no final, diz: esqueça tudo e apenas relaxe. Para você tudo está feito. Shama jali hai tere liye tujhko kuch nahi karna hai, a lâmpada está acesa para você, você não precisa fazer nada.

P: Se nós todos somos Deus, então por que temos tantos Deuses e Deusas?

Sri Sri: A luz do sol é uma só, ainda assim, quando a luz passa por um prisma, sete cores aparecem. Todos os deuses e deusas são parte de uma verdade. Um Ser Supremo é referido como Devi, Shiva, Ganesh, Kartikaya, Senhor Krishna diz rudranam shankaraschasmi dos rudras, Eu sou Shankara. Eu sou a lua, o sol, eu sou Shiva, eu sou o rio Ganges, eu sou tudo.

(Do Escritório da Sua Santidade Sri Sri Ravi Shankar)

© Fundação Arte de Viver

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s