‘Mantenha sua mente em paz’

O que Sri Sri disse hoje:

Índia (Arte de Viver, Centro Internacional, Bangalore). 10 de Setembro:

P: Se mukti (libertação) é a nossa natureza, então porque somos escravos?

Sri Sri: Quem diz que mukti é a nossa natureza? Nossa natureza é a bem-aventurança. Amor e divertimento podem te escravizar, se estão destituídos de conhecimento. Com conhecimento, o mesmo amor, o mesmo divertimento te lideram à experiência da libertação.

Libertação e escravidão andam juntas. Se existe libertação, existe escravidão, e vice-versa. A libertação é valorizada devido à escravidão. Se não existe escravidão, de que seria preciso se libertar?

Similarmente nós podemos ser libertados, e é por isso que sentimos a escravidão. Com o desejo pela libertação nós descobrimos que somos escravos. Se o desejo por libertação não surgiu então você nem saberá o que é escravidão.

P: Às vezes, fazendo seva, eu perco o interesse. Como evitar isso e qual deve ser a razão para isso?

Sri Sri: Viva a vida com moderação e equilíbrio. Quando você tenta evitar a situação, ela persiste. Upanishads dizem tat vananeeta upasita, adore o Senhor como se ele fosse uma floresta. A floresta tem tudo – tigre, ovelhas, vaca, papagaio, corvo, flores e espinhos.

Está sempre em harmonia. Nós nunca vemos desequilíbrio em uma floresta. Ela é completa em si mesma, é pura e existe espaço para todos dentro dela. Adore o Divino como se fosse uma floresta, com completude e serenidade.

Similarmente na vida, às vezes existe felicidade, às vezes tristeza. Quando alguém tenta escapar de uma situação, então ela persiste.  Dessa maneira, existe o primeiro princípio da Arte de Viver, aceite as pessoas e as situações como elas são. Este é o caminho de nivriti – quando você tem que se estabelecer em si mesmo. Quando nos estabelecemos dentro de nós mesmos, então nossas capacidades, forças, intelecto e entusiasmo no trabalho aumentam.

Quando isso tudo tiver se elevado, então retorne ao pravritti (ação) e trabalhe com consciência e entusiasmo. Não somente com consciência ou com entusiasmo.

A vida é uma combinação de pravritti e nivriti.

P: O que é jeevan mukta awastha, o estado da libertação da mente?

Sri Sri: O estado em que os quatro desejos jeeveshna, lokeshna, vitteshna e putreshna – acabam ou se dissolvem. Isso é jeevan mukta awastha. Morrer enquanto vivo, sentir que eu não estou lá. O prazer e a felicidade nesse estado não podem ser colocadas em palavras.

P: Eu desejo entregar todos os meus poderes. Me ajude a ter uma visão do Infinito (Brahma Darshan).

Sri Sri: Brahma ka darhan nahi hota hai, Brahma hi toh darshan karta hai – o Infinito não pode ser visto, é o Infinito que vê. Quem vê é Brahma. Não tente ter uma visão disso, somente fique em paz. Entregue o desejo e fique em paz.

Faça aquilo que precisa ser feito, largue aquilo que precisa ser largado e esteja em paz. Esteja em paz antes de fazer algo e esteja em paz depois de ter feito algo. De qualquer forma, mantenha sua mente em paz.

P: Podemos alcançar uma meta dentro do tempo previsto? Por favor, diga uma maneira de alcançarmos cem por cento do resultado.

Sri Sri: Existe um sukti em Sânscrito – Kriya siddi bhavati mahta, kriya siddhi bhavati satve mahta. Um ato é aperfeiçoado por satva. Quanto mais alto alcançar o satvaguna em nós, um ato é alcançado facilmente e sem obstáculos. Quando rajoguna e tamoguna são elevados, então demoramos mais tempo para completar a tarefa.

Assim, para aumentar o satva, mantenha uma dieta sáttvica, medite, faça satsang, pranayama e yoga. Com tudo isso, sadbuddhi  (bom senso) é desenvolvido.

P: Eu desejo parar com vícios de tóxicos e vim até você com muita esperança.

Sri Sri: Bom. Você veio ao lugar certo. Se você deseja se livrar de um mau hábito então existe três formas para fazê-lo.

A primeira é seu amor por conhecimento, o Divino ou alguém querido – sejam os pais ou o Guru. Ao prometer a um ente querido que você vai parar o hábito, será capaz de se livrar dele. Essa é a melhor maneira.

A segunda forma é a ganância. Se você não consumir tóxicos por seis meses então você vai ganhar dez milhões de rupees ou sua sorte irá brilhar e você vai ter êxito em tudo. A terceira é o medo – se um dia você consumir intoxicantes, então você irá perder um milhão ou você terá que sofrer de uma terrível doença.

Mesmo que a ganância ou o medo entrem em você, você irá se livrar do seu vício.

Junto com essas três formas, faça yoga e pranayama. É melhor que junto com yoga e sadhana (práticas espirituais), você faça um voto de que não irá se apegar aos vícios. Faça um voto por quarenta dias, depois seis meses, depois um ano. Depois disso, você terá saído do hábito e não se lembrará mais dele.

P: Não importa quanto eu tente, sempre acabo correndo atrás do Divino. Isso é devoção ou falta de respeito próprio?

Sri Sri: Veja, ninguém pode tirar de você o seu respeito próprio. Mas acontece de devotos às vezes ficarem tão loucos de amor que esquecem todo o resto! Eu diria tudo bem, você já correu o suficiente. Agora sente em um único lugar. Olhe para dentro de si. Quando você olha para si mesmo, então o Divino corre atrás de você. Não somente o Divino, mas todo o mundo vai correr atrás de você! Relaxe e esteja em paz e faça tanto seva quanto puder.

P: Porque o Divino parece tão amável e lindo?

Sri Sri: Veja dentro de si mesmo, você não é menos do que isso!

Jaisa drishti, waisa srithti. Jaisa nazar waisa nazaare, nazariya. Assim como a visão, é o mundo. Somente um joalheiro pode conhecer uma jóia. Somente aquele que é bonito pode reconhecer a beleza. Somente aqueles que são amáveis irão reconhecer o amor, não todo mundo. Mas todos tem a capacidade. Se todos reconhecerem o que está dentro (o amor e a beleza) então todo o mundo parecerá Satyam, Shivam Sundaram. Em todo o mundo será vista a consciência de bem-aventurança.

P: Como manter consistência em todo bom trabalho que a pessoa fizer?

Sri Sri: Depois que isso (a inconsistência) acontece às vezes, você também consegue a resposta. Você passa a perceber que isso deve ser feito e que faz bem fazê-lo.

Você fez algo bom e então largou. Ter largado te deu uma picada de remorso. Então você voltou a fazer e largou de novo. Duas, três vezes quando você sente a picada, você entende que o bom não deve ser parado. Se nós não aprendemos com nossos erros, nunca iremos aprender com alguém nos contando. Seus próprios erros poderão te ensinar mais do que escutar horas de palestras. O que você aprende com seu erro é permanente, o resto é só o que você ouviu.

Então, está tudo bem se você cometeu um erro, mas não continue repetindo o mesmo erro de novo e de novo. Senão você não aprendeu nada! Cometa novos erros mas não repita os velhos. Aprenda com eles e siga adiante.

P: Porque fazer algo errado é mais fácil do que fazer a coisa certa?

Sri Sri: É? Eu achava que uma ação errada requeresse grande esforço. Veja, se você gosta muito de alguma coisa, então toda a sua energia vai naquela direção. É fácil dar um tapa em alguém? Eu não acho. Eu acho muito difícil. Se você acha muito fácil falar palavrões então é devido a um velho hábito. Muitas pessoas não conseguem usar palavras ofensivas, mesmo que quisessem.

Nós temos que trazer a transformação de dentro de nós e trazer os valores humanos para nossa vida. Tente fazer isso. Mesmo que você só tente fazer uma boa ação, o resultado será bom. Mesmo que alguém faça uma ação errada muito facilmente, o resultado será muito ruim.

P: Se a alma é oca e vazia, então como as impressões são formadas nelas?

Sri Sri: Não existem impressões na alma. Impressões são formadas na mente, que é conectada à consciência. A consciência cobre a alma. Somente esta cobertura tem as impressões.

Nenhuma fragrância ou cheiro gruda no espaço, mas somente no espaço dentro do recipiente. Por exemplo, se é mantido alho em um pote, o cheiro continuará lá mesmo depois que o alho tiver sido retirado. Isso é devido ao espaço vazio dentro do pote.

De forma similar, todas as impressões são formadas no corpo grosso e sutil, não na consciência pura. A consciência pura é como o espaço.

P: Por favor explique como é possível dar o meu cem por cento, sem me tornar agitado.

Sri Sri: Esqueça a agitação agora e só dê o seu cem por cento.

(Do Gabinete da Sua Santidade Sri Sri Ravi Shankar)

© Fundação Arte de Viver

Anúncios

3 pensamentos sobre “‘Mantenha sua mente em paz’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s