‘Mergulhe na sua consciência que é a encarnação da felicidade’

O que Sri Sri disse hoje

Índia (Centro Internacional da Arte de Viver, Bangalore), 6 de setembro:

P: Se devemos dar nossos cem por cento a tudo que fazemos, multitarefa é uma boa ideia?

Sri Sri: Sim. Você tem que se desenvolver numa pessoa multifacetada. Para alcançar isto, você precisa de foco. Dê seus cem por cento e cresça numa pessoa multifacetada. Dê seus cem por cento quando come, anda ou medita. Você tem tantas capacidades. Não subestime sua capacidade. Quando você estiver muito disperso ou estressado, apenas foque-se em uma tarefa e expanda suas capacidades. Se você trabalha bem em equipe, então você pode fazer isto, definitivamente.

Q. Por favor, você poderia nos dizer o que fazer para que você fique orgulhoso de nós?

Sri Sri: Eu já falei isto. Todos os cinco pontos que você aprende no curso da Arte de Viver. Conheça-os de um nível existencial, do seu coração e ser, não só da cabeça.

Valores opostos são complementares. Aceite as pessoas e as situações como elas são. Não se deixe levar pelas opiniões das outras pessoas. Dê seus cem por cento. Perdoe e esqueça o passado. Você pode me fazer orgulhoso sendo útil à sociedade, não desperdiçando seu tempo. Mantenha-se ocupado.

P: Como abandonar lokeshna (desejo de ser elogiado pelas pessoas), putreshna (desejo de ter filhos) e vitteshna (ambição e influência do dinheiro)?

Sri Sri: Bhakti (devoção) é uma maneira fácil de livrar-se de todos estes desejos. Em devoção, estamos prontos para morrer e nada parece ser um aborrecimento. Um devoto não questiona lokeshna, pois devotos estão sempre loucos (amando). Para um devoto, todos parecem ser seu próprio filho,  então não há putreshna.

Vitteshna também será abandonada, pois um devoto terá todos os siddhis (poderes) e conseguirá tudo que quiser porque o Mestre do mundo pertence a ele.

Não precisa tentar e se esforçar para livrar-se disto. Isto acontecerá naturalmente. Uma vez que você sabe que tem este eshna (desejo), metade disto acaba e o resto vai embora quando você se rende ao Divino.

Ainda, se putreshna vier a você, somente cumpra seu dever com suas crianças e fique em paz. Não tente lutar contra isto.

P: Como fortalecer o desapaixonamento?

Sri Sri: Sem desapaixonamento, sadhana (práticas espirituais) não vão funcionar. Quando a mente está confusa, então sadhana não acontece. Quando existe desapaixonamento, sadhana torna-se muito simples. Também com sadhana a mente fica limpa e o desapaixonamento surge.

P: Como desenvolver interesse pelo que não gostamos, por exemplo, por estudos e pranayama?

Sri Sri: Não é necessário fazer só o que você gosta de fazer. Saiba claramente que estudos são para o seu bem. Caso contrário a vida não vai acontecer! Você não escova seus dentes todos os dias com amor. Se você não gosta de escovar e para de fazer isto, você perderá seus dentes. Você sabe que isto é bom para sua saúde e que é vital fazer isto.

Do mesmo modo, há algumas coisas imprescindíveis na vida – estudar é uma delas. Tenha o hábito de ler uma escritura como a primeira coisa do dia.

Semelhantemente, faça pranayamas por 10 minutos pelo menos. A respiração vai fluir de qualquer jeito. Dê uma direção a ela aqui e ali. Se ela mantém as doenças longe, então por que não?

Como você escova seus dentes para higiene bucal, pranayamas mantêm sua higiene mental!

Para ter um intelecto aguçado, você precisa estudar, caso contrário você vai lamentar isto mais tarde.

Você compra um vestido na loja e quando você chega com ele em casa, você não gosta mais dele. Ioga de Buddhi (Ioga do Intelecto) é a melhor. O karma de Manmaani, seguir seus sentimentos, é um convite à infelicidade.

P: Como trazer naturalidade com habilidade? Uma pessoa hábil não está sendo artificial?

Sri Sri: Não há choque entre habilidade e naturalidade. Você está se preocupando desnecessariamente. O senhor Krishna era sahaj (natural) e kushal (hábil).

Não confunda kuyukti (manipulação) com kushalta (habilidade). Habilidade combina com naturalidade e não com manipulação nem traição.

Naturalidade e simplicidade não significa ser idiota nem inapto.

Acredite que você é inteligente, habilidoso e natural.

P: Como aumentar nossa competência em receber conhecimento?

Sri Sri: Somente tenha sede, isto vem naturalmente. Não precisa ter competência especial, uma simples sede é suficiente.

P: Como reconhecer e soltar o senso de fazedor a que nos agarramos?

Sri Sri: O senso de fazedor leva à sufocação, infelicidade e culpa. Saiba que quando você é natural e se rende, o senso de fazedor se dissolve automaticamente. Renda-se só ao que já aconteceu, ao que é passado. O futuro está fora de seu controle de qualquer jeito.

Carregamos a mente com memórias do passado. Deixe ir o acontecimento que passou e deixou sombra, impressão na consciência. A que mais você pode se render? Dinheiro, plantas, etc, já pertencem ao Divino. Renda-se ao senso de fazedor – “meu”, “eu” é rendição.

P: Ashwathama (do Mahabharata) é supostamente imortal. Você sabe sobre isto?

Sri Sri: Todos os seres são imortais. O termo “imortal” pode ser usado em dois sentidos.

Um – como estando vivos na memória. Como Rama, Krishna, Buddha são nomes, personagens e impressões em sua consciência.

Dois – literalmente falando, significa que o espírito nunca pode morrer.

Kansa, Ravana, Krishna e Rama são todos imortais na forma da Consciência Suprema. Quando alguém importante morre, desejamos que eles sejam imortais. Mesmo quando os corpos morrem, seus nomes são lembrados durante anos. As pessoas são lembradas por sua coragem durante séculos.

P: Como decidir qual o tempo e o lugar certos para começar alguma coisa?

Sri Sri: Você tem um intelecto. Por que você não o usa? Use sua viveka (discrição) e buddhi (intelecto). Quem sempre lhe responde? Por quanto tempo alguém pode lhe dizer o que fazer? Se você tem que tomar uma grande decisão, então você pode consultar-se com alguém experiente. Caso contrário, tome suas próprias decisões – ainda que erre nos primeiros momentos.

P: Mesmo no Indralok (céu), apsaras (ninfas celestiais) como Menaka e Urvashi foram usadas. A mesma coisa continua até agora na terra. Por que é assim?

Sri Sri: Menaka e Urvashi foram feitas para dançar no Indralok e histórias como estas servem apenas para lhe dizer que, o que quer que exista no mundo, existe no céu também.

Dizem que há sukh (alegria) no céu mas não há amor lá. Não imagine que o céu esteja em algum outro lugar.

Mergulhe na sua consciência que é a encarnação da felicidade. A alegria derivada do mundo exterior é limitada. Para explicar isto, tais histórias foram criadas.

No céu também há apego e queixas. Seres se apaixonam uns pelos outros e também brigam. Então não há muita diferença entre céu e terra. Melhor fazer desta terra um céu, ficar livre dele e mergulhar na consciência feliz. Isto é a saar (essência) de sadhana.

P: O que é atma (alma) e paramatma (Ser Supremo)?

Sri Sri: Primeiro, entenda atma. Além dela, existe paramatma. Estes são os dois lados da mesma moeda.

Atma significa “eu”. Há duas espécies de “eu”. Uma é o ego, que diz que eu sou alguma coisa.

E o outro eu, o maipan (consciência da existência de “eu”) em nós, é de onde escutamos, compreendemos e não fazemos nada. Isso é atma. Uma vez que nós experimentamos isto, nós vamos além do primeiro “eu”.

Podemos ver que minha alma está em todos. Então dizemos sohum – eu sou isso. Não há diferença entre Ele e eu.

P: Tenho que escolher entre minha família e o conhecimento, porque eles não estão no conhecimento. Sinto-me sufocado e desejo deixar a minha família. O que fazer?

Sri Sri: Você recebe conhecimento para que permaneça na família e dê conhecimento a eles. Faça isto com habilidade. Um médico é necessário só para pacientes. Nem todos os pacientes são curados pelo médico, mas mesmo assim eles não param o tratamento.

Dê a eles o máximo que puder de conhecimento com habilidade. Não tente ostentar sua sabedoria. Eduque-os, aconselhe-os, mas não seja levado pela força da ignorância deles.

Agarre-se ao satsang com uma mão. Também, quando alguém experimenta o gosto do satsang, não é fácil livrar-se dele.

Você é muito poderoso. Ore e tenha a sankalpa (intenção) de que sua família fique interessada pelo conhecimento. Isso faz diferença. Ignoramos o poder da mente, a força da sankalpa. Essa é a razão pela qual nós permanecemos infelizes.

P: Há uma maneira de entender o curso do karma?

Sri Sri: Gehana Karmonogati – quem sabe o caminho do karma? Isso é muito profundo. Até mesmo grandes sálvias se confundem sobre o que é karma e o que deve ser feito. Isso nunca acaba. Toda ação terá algum defeito.

Não existe um padrão para medí-lo. Jains colocou Krishna no inferno por causa dos seus pecados de criar muitas guerras. Então eles viram seus bons feitos e o colocaram no céu.

Faça karma de acordo com o intelecto. Uma ação que o inspira com entusiasmo e energia, ainda que tenha defeitos, vale a pena ser feita. Deixar seu karma através de manter-se desocupado é errado.

Existe defeito no melhor das ações. Por exemplo, um professor ganha seu salário ensinando estudantes. Se as crianças nascessem sábias, não haveria necessidade de professores.

O trabalho de um médico depende da doença de alguém. Advogados não seriam necessários se não houvessem discussões. Sua sukh (alegria) depende da briga dos outros. Em cada interação, você verá algum defeito. Se você focalizar nos defeitos de tudo, o mundo não vai funcionar.

Gungrahi (absorva virtudes) – ponha sua atenção onde quer que haja qualidades positivas. O sábio inspira todos pelo seu trabalho. Não há trabalho grande nem pequeno – todo trabalho é respeitável.

(Do Escritório da Sua Santidade Sri Sri Ravi Shankar)

© Fundação Arte de Viver

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s