‘Sentir o infinito é a maior meta da vida’

O que Sri Sri disse hoje:

P: Eu repito os mesmo erros, muitas vezes devido a desejos por alegria ou antigas impressões. Como superar isso?

Sri Sri: Existem três formas de superar isso. Primeiro é de se lembrar da dor que isto te trouxe no passado. Todas as vezes que o desejo por alegria tenha te trazido infelicidade. Relembre a sua própria experiência ou aprenda pela experiência dos outros.

A segunda forma é ter o mero vislumbre do que é a alegria mais alta. A alegria que vem sem nenhum esforço é maior do que aquela alcançada com esforço. A terceira forma é se manter ocupado. Quando você está muito ocupado, então a ganância da alegria se manterá escondida ou a sua semente não nascerá.

P: O que significa Ananta Padma Chaturdashi* e qual é a razão de usar um fio amarrado no punho?

Sri Sri: Ananta Padma Chaturdashi celebra o Ananta (infinito, eterno). Sentir o infinito é a maior meta da vida. Sem a experiência do eterno, a vida humana é como a vida animal. Um mero vislumbre da vasta infinidade do Ser traz transformação à sua vida. Todos s buscadores fazem isso, eles se tornam buscadores através disso – um vislumbre do infinito e eles sentem isso através da meditação. O pintor fez um retrato do Senhor Vishnu nessa forma: existe um sheer sagar (oceano de leite) com uma cama de cobras, onde Maha Vishnu, o senhor, descansa. Sheer Sagar é a mente de bem-aventurança, a mente na qual se elevam ondas de contentamento. A cobra representa um estado mental acordado, kundalini shakti, que está dentro de nós. A consciência descansa no estado mental acordado e bem aventurado. Existem três camadas para isso. O oceano de leite significa que o ambiente é bem equilibrado. Somente em um ambiente favorável, samadhi (meditação profunda) pode acontecer. Até para a discussão das escrituras ou para sentar e pensar em paz, a pessoa precisa se assegurar que a atmosfera está livre de problemas. Se está acontecendo uma inundação ou um terremoto, então ninguém vai estar lendo escrituras ou falando de pesquisa e conhecimento. Então o oceano de leite representa um ambiente favorável. Até que se atinja a profundidade de conhecimento, ele se mantém na superfície. Não importa quantos Vedantas a pessoa leia, é importante ter um ambiente favorável. Quando a kundalini shakti se eleva, a chaitanya shakti que está dentro de nós, reina o infinito e o eteno. Do estômago desse poder infinito, uma lótus aparece sem esforços, da qual Brahma surgiu. Então o poder criativo surgiu de lá.

Uma consciência com bem-aventurança faz surgir o poder criativo. Os melhores cientistas só descobriram novas invenções quando estavam descansados. É extremamente vital para pesquisadores e aqueles que fazem experiências ter um ambiente favorável, sem barulho e caos. Você não pode pedir para alguém inventar algo em dois dias. A invenção não está limitada pelo tempo e não pode acontecer em um ambiente desfavorável.

O umbigo também é chamado de segundo cérebro. Existem dois cérebros no nosso corpo. Um é a cabeça e o outro, o umbigo. É chamado de plexo solar. O trabalho que o cérebro faz é apoiado pelo plexo solar. Metade do trabalho é ele que faz. É por isso que quando o estômago está indisposto, a mente fica caótica, existem muitos pensamentos na mente.

Então, é dito que aquele que pratica yoga sadhana tem um plexo solar em flor. Aqueles que não praticam yoga sadhana têm um plexo solar menor em tamanho como uma amla (fruta silvestre indiana). O plexo solar cresce até o tamanho de uma laranja naqueles que praticam yoga sadhana e meditação. E na pessoa em que a kundalini shakti está completa, é ainda maior que uma laranja – é como um lótus em flor.

O fio é um símbolo maravilhoso. Todo mês temos um festival aqui (Índia), a mensagem é celebrar de alguma forma e se elevar. Algumas pessoas fazem jejum, alguns fazem pooja e como um símbolo disso, eles colocam o fio com catorze nós ao redor do punho. Especialmente um dia antes ou depois da lua cheia, temos um festival no nosso país. A mente é associada à lua. Tem mais atividade na mente durante as luas cheia e nova. Doenças físicas e psicológicas podem aumentar durante esses períodos. Por isso, se estamos ocupados em celebração durante esses dias, então também é bom para a saúde. Além disso, durante a lua cheia, a pessoa tende a dormir menos, então a atividade das celebrações ajudam com o sono.

Cada vrat (jejum) é associado a histórias. Sobre reis e homens de negócio que mantiveram jejum e superaram seus problemas e se beneficiaram imensamente. Então, devido à ganância, as pessoas fazem algumas práticas. Toda história conta de alguns problemas e mostra como os problemas são superados depois de praticar pooja. Hoje em dia as pessoas acham que só de ouvir as histórias já conseguem superar seus problemas. Nossos ancestrais eram muito habilidosos então cada festival eles associavam alguma recompensa.

Assim, desejando os resultados e benefícios ou devido ao medo, nós nos mantemos absortos no pooja e outros rituais. Isso não é excelente. A melhor forma é se manter grato por tudo o que recebemos na vida. Realizar pooja devido à ganância é médio, e é o mais baixo realizá-lo por medo.  Mesmo assim é beneficial fazê-lo, de qualquer forma.

P: Como sabemos se a auto-realização já aconteceu ou não?

Sri Sri: Qual é a prova de que você tem dor na perna? Como você descobre que tem dor na perna? Assim que a auto-realização acontecer, essas perguntas não surgirão. Perguntar aos outros se você é auto-realizado é ignorância. Não precisamos de prova, quando a auto-realização tiver acontecido. Como a sua dor por si só é prova, similarmente a auto-realização por si só é prova. Mas também não fique fantasiando ou imaginando como a auto-realização será. Seja simples, natural. Você é o que você é, então relaxe. A auto-realização não acontece fazendo algo, mas relaxando e você só pode relaxar depois de ter feito algo. Quando fizer pranayama, asanas, rajoguna nivrit hota hai (a pessoa se eleva acima da rajoguna) e então satvaguna chega. Quando isso acontece, nós meditamos e acordamos. Satvaguna não acontecerá até que você durma apropriadamente.

A pessoa pode elevar-se acima de tamoguna através da rajoguna e para se elevar acima de rajoguna, a pessoa precisa relaxar e ser ativa. No Bhagavad Geeta, é dito, yuktahara-viharasya yoga bhavati siddhitah. Samadhi não é nem para as pessoas que dormem demais nem para aqueles que trabalham extremamente acordados ao longo do dia. O equilíbrio deve ser mantido.

* No Ananta Chaturdashi day, Ananta Padmanabha Swamy (Senhor Vishnu) é venerado.

(Do Escritório da Sua Santidade Sri Sri Ravi Shankar)

© Fundação Arte de Viver

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s