“Onde quer que haja dualidade (Dvet), ali haverá um dilema”

O que Sri Sri disse hoje:

Índia (Centro Internacional Arte de Viver, Bangalore), 30 de julho

P: Eu não estou no controle da minha mente. Estou com medo de que tornar-me professor pode estar me afastando da naturalidade, modéstia. Que devo fazer?
Sri Sri: Isso é uma oração mais do que uma pergunta. As orações serão sempre respondidas, mas não em palavras.

P: Apesar de consciente eu não estou podendo fazer o que é certo porque eu sinto falta de força de vontade. Que eu devo fazer?
Sri Sri: Se você pensa ‘eu não tenho força de vontade’, você nunca a terá. Você prendeu suas próprias mãos, ponha uma etiqueta sobre sua testa dizendo que você é fraco.
Invoque a valentia em você, tenha empenho. Você tem toda a força disponível para você quando você precisa. Você tem toda a força e energia.

Se alguém dissesse a você que se fizesse o pranayama por trinta dias você ganharia um milhão de dólares, você não faltaria nenhum dia. Você pode abandonar o sono, alimento mas não o pranayama. Ganância pode trazer esse poder interior.

Similarmente se alguém disser que você cairia doente se você não fizesse o pranayama, você não o faltaria.

Amor, medo, ganância – qualquer um é bom para aumentar a força de vontade.

Para saber intelectualmente o que é bom e deve ser feito, você pode ficar tranquilo e permanecer em sua zona de conforto. Então, a força de vontade cairá. Daí, realce seu valor ou ame algo com todo seu coração. Dedicação à causa, medo ou ganância, essas coisas podem aumentar sua força de vontade.

As pessoas egoístas são muito melhores do que outras pessoas porque têm senso de valor. É fácil fazê-los se comprometer, sair da letargia.
As pessoas sem ego têm muito amor, entrega, é fácil para eles. Alguém que não tem ego, nem valentia, nem amor, nem devoção, nem ganância não têm nenhuma força de vontade. Torne-se ganancioso ou temível. Mas estas são categorias muito baixas. Outro é realçar o amor, entrega, conhecimento verdadeiro e realce de sua valentia.

P: O que é isso sobre o elogio, que mesmo sendo falso ele nos faz orgulhosos e felizes; e crítica mesmo sendo verdadeira, nos puxa para baixo? Isso é vaidade?
Sri Sri: Com todo esse entendimento, você já está livre disso!

P: Quando eu fico irritado, eu sinto muita  energia e queimação por dentro. Se eu a deixo sair perco totalmente o equilíbrio. O que posso fazer?
Sri Sri: Faça a bhastrika nessa hora.

P: Quando eu estou em silêncio ou de maneira parecida, uma voz em minha cabeça fica falando. Quanto mais ignoro, mais ela permanece. É um fenômeno normal?
Sri Sri: Converse com seu professor e médico Ayurveda. Se há muitas palavras se passam na sua cabeça, há um desequilíbrio de pitta, desarranjo em vata. Quando há demasiada impureza no sistema então tais coisas acontecem. Você pode ir para o Panchkarma (tipo de terapia Ayurveda).

P: O que é caráter?
Sri Sri: O caráter é aquilo que você espera de outro – fidelidade, lealdade, integridade. Você quer que os outros mantenham suas palavras? Como você se sente se não o fazem? O caráter é aquele, “Não faça com os outros o que você não quer que outros façam com você”. O caráter é aquele que é contínuo, forte, estável e faz os outros felizes.

P: Eu tenho sentimentos de isolação absoluta e me sinto sozinho entre amigos. Não há nenhum sentimento de pertencimento.
Sri Sri: Não se fixe e se preocupe com sentimentos. Eles sempre mudam. Quem se importa? Por que se incomodar? Um minuto você se sente muito bem, no outro momento você se sente mal. Ponha sua energia vital em algo útil, trabalho social, compromisso, alguma direção. Traga algum resultado no mundo. Você pode de repente se sentir bem, de repente muito mal. O mundo não se importa com seus sentimentos nem Deus. A Natureza, o mundo lhe perguntará ‘o que você têm feito?’

P: Há uns problemas em minha vida, em que sei a solução. Como aplicar esse conhecimento com um sorriso?
Sri Sri: Continue imersando no conhecimento, você não tem que aplicá-lo, ele se aplica por si próprio. Lembre-se do conhecimento. Foque no conhecimento, não fique envolvido com pessoas ao seu redor. Satsang é para estar em contato com o Ser interior. Se em vez disso, você começar a julgar, tendo diferentes tipos de interação com pessoas, isto não será Satsang.

P: Porque há tão tantos obstáculos em cada estágio do trajeto espiritual?
Sri Sri: Não, não. Não são obstáculos, isso está tornando seu caminho mais interessante. É como água fluindo, pequenos seixos criam um som bonito e uma imagem bela, fazendo isto tudo mais bonito. Não há nenhum obstáculo neste trajeto, apenas divertimento no caminho. Passe por ele, não fique preso.

P: Qual é diferença entre conhecimento e amor? Eu devo ser um Gyani (sábio) ou Premi (amante)?
Sri Sri: Qual é a diferença entre a cabeça e o coração? Uma pessoa deve ser racional ou emocional? Você vê televisão ou escuta-a primeiro? Mente e coração ambos juntos fazem um ser humano. A mente procura o novo, fresco e recente. O coração quer o velho – Preet Puraani (amor Antigo). A vida é uma combinação dos dois. Ciência e conhecimento, amor e devoção – todos são necessários. E você tem todos estes. Agora você está perguntando como um Jigyasu (curioso pelo conhecimento). Você tem amor, é por isso que você está aceitando a resposta. Se não houvesse nenhum amor pelo conhecimento você não perguntaria ou não aceitaria a resposta. Estes são como quatro pés de uma cadeira –  puxa um e todos três vem junto. Similarmente, Yog, Karma, Gyan, Bhakti, Dhyan – todos são pés de uma mesa.

Quando Arjuna estava confuso, perguntou a Krishna “Ás vezes você elogia o caminho dos Karmas, às vezes Gyan, às vezes Bhakti – me diga um, estou confuso.” Krishna diz “Aqueles que não são sábios pensam nos caminhos como diferentes, os sábios sabem que é Um”. Apenas pratique um, outros vêm junto. Se você faz Seva (serviço) muito bem, você obtém o mesmo mérito que de Dhyaan (meditação) ou de Gyaan (o conhecimento).

P: Como alguém pode equilibrar deveres domésticos, negócios e Seva (serviço)?
Sri Sri: Como você equilibra uma bicicleta? Quando você cai mais à esquerda você se curva para a direita e quando você está caindo mais à direita, você se curva para a esquerda. Não há nenhuma teoria, você apenas faz. Equilibra-se automaticamente. Incomoda a pessoa se ela não fizer nada de Seva e ela ficará aborrecido com si mesmo. Se você está em seus sentidos isso irá te incomodar, de outra forma não é humano. Se você não se comove pela miséria alheia então você não é humano, mas uma pedra. Similarmente, se alguém somente está no serviço social, então se aborrece.

P: Diz-se que o futuro de todos já está decidido. É planeado pelo Divino. Se isto é verdade, então qual é a necessidade de Karma (ação)?
Sri Sri: Tudo está acontecendo, seu Karma também está acontecendo, qual é a necessidade de uma resposta? Suponhamos que eu não dê uma resposta. Quando você estiver com fome, qual é a necessidade de Karma? Sente-se, deixe acontecer. A fome diária aparece, então qual é o ponto? Sente-se quietamente. Você pode? Este pensamento é inútil. O homem não pode viver sem trabalho – tampouco sem uma boa ação ou má ação. Se Deus faz isso, então Deus está sofrendo, aonde você entra no meio? Se Deus o faz roubar, a seguir Deus vêm como polícia – qual é a queixa? Deus disse para comer vinte rasgulla (um doce), então Deus terá a dor e Deus virá como doutor. Onde vocês são diferentes de Deus? A compreensão de que tudo é Deus é uma coisa muito grande. Então a mente silencia e tais perguntas bobas não se levantam. Até então, elas surgirão.

P: Guruji, você disse que lágrima é ego. Na sua frente lágrimas incontroláveis aparecem. O que fazer?
Sri Sri: Não, não, estas são lágrimas diferentes. Há muitos tipos de lágrimas, como as de crocodilo, depois as salgadas, as doces são de gratidão, amor. Anjos aguardam por elas. Isso é muito bom, a mente é curada e purificada.

P: Há dilemas na vida e eu sinto falta de poder na tomada de decisão. O que deve ser feito?
Sri Sri: Onde quer que haja dualidade (Dvet),  haverá um dilema. Sempre que você estiver nas atividades diárias (Vyavahar), haverá um dilema. Não há escolha, aceita isso.

P: O fígado, olhos podem ser doados após a morte?
Sri Sri: Sim, você pode doá-los, não há nenhum pecado nisto, nem enfrentará nenhum problema no céu. Na verdade aumentará sua chance no céu. Você pode definitivamente doá-los.

© Fundação Arte de Viver

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s