Numa mente livre, há sempre o paraíso

O que Sri Sri disse hoje:

‘Numa mente livre, há sempre o paraíso’

Bangalore (Índia), 28 de maio

P: Por que somos atraídos por objetos que não devemos ser apegados, mesmo sabendo que não nos é saudável?

Sri Sri: Nós não entendemos suficientemente estes aspectos. Nós ainda sentimos que há alegria nestes objetos, e isto nos induz ao erro.

P: Devemos acreditar em superstições?

Sri Sri: Se você sabe que é superstição, como pode acreditar? Se sua mente e razão dizem que é ilógico e não é bom, qual o sentido em acreditar? Você deve se afastar disto.

P: O que é pooja? Você disse que dar um grande sorriso pela manhã é pooja. É tudo bem sorrir ao invés de lavar o ídolo e oferecer-lhe incenso e flores?

Sri Sri: Certamente, não há necessidade de lavar o ídolo e decorá-lo; e à noite, não precisa colocá-lo para dormir.

Apenas faça sadhana e sinta a Divindade dentro de você.

Todavia, isto não significa que você deve parar de fazer pooja em ocasiões especiais. Meditar é importante, mas em dias especiais não deixe de fazer pooja.

Se você não o fizer, as crianças não aprenderão sanskaar (cultura) de rezar.  As crianças devem sentir que pertencem a Deus.  Se você não o fizer, então a primeira coisa que elas farão de manhã é ligar a televisão.  Isto é porque não há memória de Deus.  Você deve ter pinturas de Deus em casa.  Depois de verem as pinturas de Deus, as crianças acendem incenso e oferecem flores.

A vida é uma celebração, sente-se, reze, acenda lamparinas e incenso e faça kirtan (cantar em grupo). Isto é importante.

Leia alguns mantras.  Diga “Om Namo Bhagvate”, “Om Namo Narayanaya” “Om Namah Shivaya”, então, a prana shakti (energia vital) do ambiente se despertará.

P: No meu trabalho, tenho que ouvir chefes me mandarem fazer coisas moralmente erradas.  Estou num dilema se obedeço ou não.  Se o fizer, estarei me violentando.  Se não o fizer, temo ofendê-los.

Sri Sri: Você deve ter habilidade e inteligência.  Você deve rezar: “que esse homem não me obrigue a fazer tais coisas.” Suas preces serão atendidas.

P: Devemos seguir os conselhos que temos quando sonhamos?

Sri Sri: Há cinco fontes de sonhos:

seus sonhos podem ser seus desejos

seus sonhos podem vir dos seus medos

seus sonhos podem ser delírios

seus sonhos podem ser premonições de eventos futuros

seus sonhos podem ser o resultado do lugar onde você está dormindo

Nós sentimos coisas diferentes nos nossos sonhos.  Normalmente nossos sonhos são uma mistura do que está acima.  Nossos sonhos são coisas do passado, futuro e de vários tipos.

Não analise muito seus sonhos.  Se um sonho vier, deixe ele vir e siga sua vida.

P: O que se deve fazer para terminar o ciclo de carmas?

Sri Sri: Seva, sadhana e satsang.

P: Sou estudante universitário. Depois das práticas espirituais, toda a excitação em mim se desfaz.  Agora eu fico sempre calmo.  Estou fazendo algo errado?

Sri Sri: Certamente que não.  Mesmo estando calmo, você também está entusiástico e feliz.  Não é?  Então está tudo bem.

P: Hoje em dia a juventude se casa sem o consentimento de seus pais. Fazem-no cegamente, sem pensar.  Isto é aceitável?

Sri Sri: Sua pergunta já tem a resposta.  Ninguém deve dizer a alguém para fazer algo cegamente, sem pensar. Como pais, olhe para o assunto do ponto de vista dos jovens. Primeiro examine a razão da sua rejeição. Se a razão for boa, então está bem.  Mas se a rejeição for devido a diferenças no status econômico ou diferença de casta, então a coisa é diferente.  Os pais devem orientar os jovens.  Explique-lhes que não tomem um passo em vão, não ajam na torrente das emoções.

P: Por que os mulçumanos não acreditam em yoga? Como podemos ensinar-lhes a Arte de Viver?

Sri Sri: Claro, nós devemos ensinar-lhes yoga também.  Nós temos programas em vários países islâmicos, como no Iraque e no Paquistão.

Há também hindus que resistem a yoga e às práticas espirituais.  Há templos que não permitem treinamentos de yoga.

O mesmo no Islã.  As poucas pessoas que resistem à yoga mudam sua perspectiva quando entendem yoga.  Quando aprendem yoga e entendem seus benefícios, eles não param mais. Esta resistência é falta de conhecimento e informação.

P: Quando insultamos os outros, é verdade que o carma deles diminui?  O que devemos fazer se alguém nos culpa sem razão?

Sri Sri: Se alguém te culpa sem razão, o que se pode fazer?  Tente explicar-lhes e depois, esqueça-se do assunto.

P: Para que serve o conhecimento?  Para ganhar dinheiro ou benefício social? O que devemos fazer se alguém usa conhecimento para ganhar mais dinheiro?

Sri Sri: Isto é errado.  Se o conhecimento é usado para ganhar dinheiro, não haverá benefício para o receptor ou para o doador.

P: O que é Paramatma?  Quem são Brahma, Vishnu e Shiva (deuses hindus)?

Sri Sri: Tal qual um arco-íris, onde todas as cores se fundem na luz branca, o Paramatma (suprema consciência) é branca e todas as formas dos deuses são as várias cores. O mundo é cheio de nomes e formas. Frutas, flores todos têm nome e cor. Nossos ancestrais constataram isso e disseram que há 1008 nomes e formas todos relativos Àquele que não tem nome.

P: Você nos disse que não há o paraíso e o inferno.  Mas nos textos antigos há figuras do inferno com pessoas sofrendo.

Sri Sri: É verdade.  Céu e inferno são estados da mente. Se a mente está em dificuldade, é o inferno. Se Sanskaar está ausente, então é o inferno.

Para uma mente mukt (livre), há sempre bem-aventurança, é sempre paraíso.

P. O que é mumukshtatvam?

Sri Sri: Mumukshtatvam é pedir a Deus por mukti (liberdade). Quando você diz a Deus que você fez tudo, encontrou-se com pessoas, falou com as pessoas, comeu o suficiente, foi à festas e agora você quer ser livre, isto é mumukshtatvam.

P. O que é certo? A verdade que traz lágrimas ou a mentira que traz um sorriso?

Sri Sri: tem um ditado:

Satyam bruyaat, priyam bruyaat,

Na bruyaat satyam apriyam

Na priyam cha nanrutam bruyaat

‘Fale a verdade, fale agradavelmente, não fale verdades desagradáveis nem fale mentiras agradáveis.’

Isto é sanatana dharma. Se alguém é cego, não diga: “Ei, cego, venha aqui!” Isto não é agradável, apesar de ser verdade. Não diga verdades desagradáveis nem mentiras agradáveis.

© Fundação Arte de Viver

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s