Qual o link entre Disciplina e Caos?

david-clode-341229-unsplash-1.jpg

Sri Sri Ravi Shankar, 20 de Março 2018 – Bangalore, Índia

Pergunta: Gurudev, depois de te observar, sinto que há algo a aprender com a disciplina e há algo a aprender com o caos. Qual é o link entre os dois?

Sri Sri: A vida. A vida tem caos e a vida precisa de disciplina. E devemos honrar ambos. Do caos vem a felicidade; da disciplina vem o conforto.

Muitas vezes as pessoas pensam que a disciplina é contra o conforto, a disciplina nega o conforto, isso é o entendimento comum. Por que alguém não quer seguir a disciplina? Porque não é tão confortável. Mas ironicamente, é a disciplina que traz conforto à vida de alguém. E queremos evitar o caos, porque o caos parece ser perturbador, mas a felicidade surge do caos.

Eles são complementares, disciplina e caos são complementares. Você não pode ter toda a disciplina o tempo todo. Tanta disciplina pode sufocá-lo, e você não pode ser totalmente caótico o tempo todo, porque então o caos também se tornará uma ordem, uma disciplina.

Então, você precisa de um caminho do meio onde você equilibra os dois. Você segue a disciplina, a natureza traz caos. E você aprenderá a gerenciar isso. Porque você tem disciplina.

E dar boas-vindas ao caos ajuda você a não se tornar mentalmente caótico. Entendeu? Caso contrário, se você estiver muito preso à disciplina, às vezes poderá se sufocar. Dar caos boas-vindas ao caos manterá você são naquele momento.

Anúncios

Quatro sinais de Inteligência!

chess-3012478_1920

Sri Sri Ravi Shankar – 13/03/2018 – Bangalore, Índia

Buddha significa o iluminado, e também o super inteligente? Buddhi em sânscrito significa inteligência, e há quatro sinais de inteligência.

1. Alerta
O primeiro sinal de inteligência é estar alerta. Você não pode dizer “sou inteligente, mas estou um pouco sonolento”. Inteligência significa alerta. Quando você está alerta, sua percepção e observação melhoram, e isso ajuda sua expressão a se tornar perfeita.

Muitas vezes as pessoas dizem: “Oh, ninguém me entende”. Em vez disso, eles devem dizer: “Eu não consegui me expressar”. Se você tem habilidade para se expressar, então não pode haver mal-entendidos. Percepção, observação e expressão – tudo isso vem de um estado de alerta.

Agora, se você se mantiver muito alerta por longos períodos de tempo, o que acontece? Você fica cansado e se sente exausto. Então, não é da natureza do nosso cérebro estar alerta o tempo todo. Nós precisamos de relaxamento. E o tipo de relaxamento que conhecemos é pegar um travesseiro e dormir. É isso aí. O sono é necessário, mas há outro tipo de relaxamento no qual você está alerta e ao mesmo tempo relaxado, e ele é a meditação.

2. Capacidade de resolver conflitos
Outro sinal de inteligência é a capacidade de resolver o conflitos! Os tolos criam conflitos. Uma pessoa inteligente sabe como resolver conflitos em si mesmo e no seu ambiente. Se alguém é criativo, mas cria muitos conflitos, você diz: “Ai meu Deus, isso não é uma coisa inteligente de se fazer”, não é assim?

Se você posicionar uma pessoa inteligente dentro de um conflito, haverá mais conflito ou ela irá reduzi-lo? Ela irá reduzir ou resolvê-lo! A tendência de trazer harmonia é um sinal de inteligência. A capacidade de encontrar uma solução é um sinal de inteligência.

3. Humor
O próximo sinal de inteligência é o humor. Há uma história que eu gostaria de lhe contar. Swami Vivekananda foi a um restaurante e sentou-se na mesma mesa que seu professor. O professor disse a Swami Vivekananda: “Um porco e um pássaro não podem sentar na mesma mesa e comer”. Você sabe o que Swami Vivekananda disse? Ele disse: “Senhor, sempre que você me pedir, eu voarei para longe”.

A inteligência tem a capacidade de transformar cada conflito em humor. O humor é outro sinal de inteligência. Se você tiver humor, você superará qualquer situação conflitante.

4. Gerenciamento de estresse
Outro sinal de inteligência é não ficar estressado. E, se você ficar estressado, saber como superar o estresse. Inteligência é saber o quanto usar nossa mente e nosso corpo e não usá-los demasiadamente. Se abusarmos de nossa mente e de nosso corpo, ficaremos drenados, esgotados e cansados. Inteligência é caminhar pela linha fina do caminho do meio.

Como Yoga pode transformar sua vida.

harry-quan-486229-unsplash

Sri Sri Ravi Skankar – 16/03/2018 – Bangalore, Índia

A vida sempre se move na direção da perfeição. Assim como a água flui e o fogo aumenta, a natureza da vida é mover-se para a perfeição, avançar em direção a algo maior e mais elevado.

Muitas vezes as pessoas dizem que a mente está ondulando, mas a mente não está ondulando. A mente é a onda. Ela está se movendo em direção a algo. Está se movendo em direção a uma alegria maior. Se você tiver uma pequena alegria, você vai querer mais alegria. Isso ocorre porque a mente sempre se move em direção a algo maior e mais elevado.

Desde a época da escola, o que você quer? Você deseja obter uma nota maior. Qual aluno não deseja obter uma nota maior? Qual artista não quer atuar melhor? Qual cientista não quer alcançar o pico? Qual engenheiro não quer construir algo lindo? Então, querer a perfeição está na natureza dos seres humanos. A mente quer mover-se para algo mais elevado, e a maneira de alcançar isso é Yoga.

Yoga ajuda você a sair da infelicidade

Se você está infeliz, Yoga ajuda você a sair da sua infelicidade. Se você está muito inquieto ou triste, Yoga te traz aquela tranquilidade. Em primeiro lugar, você se livra da infelicidade e, em seguida, vai lhe trazer equanimidade.

Yoga também lhe ajuda a alcançar habilidades que você não possui. A palavra para qualificação, em sânscrito, é Yogyata, que significa “o que resultou da Yoga“. É ação que traz felicidade ou tristeza para você. E se você é habilidoso na ação, sua ação só lhe trará felicidade ou menos infelicidade. Então, com Yoga, a pessoa atinge: alívio da tristeza, equanimidade e habilidade na ação.

Yoga ajuda você a expandir sua visão

Há um quarto passo para a Yoga, que é mostrá-lo o conhecimento definitivo.

Nossa infelicidade acontece quando não abrimos nossos olhos para ver a imensidão da vida. Infelicidade significa visão estreita. Yoga está expandindo sua visão – levando seus olhos até a verdade superior. Se sua mente está cheia de névoa, sua percepção da vida é muito nebulosa. Se sua mente está cheia de raiva, você achará que todos estão zombando de você. Você achará que todos estão contra você.

Você se projeta nas pessoas, nas situações e no mundo à sua volta. É o que você faz. O tempo todo nós estamos projetando. Raramente podemos ver a realidade do jeito que é. É por isso que a Yoga é importante.

Novamente, Yoga não é apenas fazer alguns exercícios. Yoga foi mal compreendido como sendo apenas asanas (posturas). Não é. É a expansão da consciência. É uma integração emocional, uma elevação espiritual com um toque de misticismo, que lhe dá um vislumbre de algo que está além de toda imaginação. É a conexão com o que somos.

Se você olha para um bebê, um bebê faz todas as posturas de Yoga. Mas não só isso, a atitude de um bebê, a forma como ele respira, a capacidade perceptiva ou a nitidez e a capacidade de permanecer no momento presente (todas as qualidades de um Yogi), expressa um bebê.  Então, Yoga não deve ser limitado ou mal interpretado como apenas um pouco de exercício. É um desenvolvimento holístico, expressão e conexão da vida humana.

Yoga te traz paz

Yoga é uma ciência completa. Une o corpo, a mente, o espírito e o universo. Yoga traz aquela tão necessária e esperada paz e êxtase, em cada indivíduo. Não só isso, também faz muita diferença no padrão de comportamento, padrão de pensamento e atitude de alguém. Para uma vida sã nos dias de hoje, a Yoga é quase indispensável. Se você quer estar são, sensitivo, sensível, forte e intuitivo, você deve seguir a Yoga.

Não existem pessoas más

anton-darius-thesollers-298801-unsplash.jpg

Sri Sri Ravi Shankar, 06/03/2018 Bangalore – India

Pergunta: Você acredita na bondade das pessoas?

Existem basicamente dois tipos de atitude, ou dois tipos de pessoas no mundo.

1. Aqueles que pensam que todas as pessoas são, intrinsecamente, más – que por dentro elas são muito ruins. 2. Aqueles que pensam que simplesmente todos são bons no fundo, mesmo que seu comportamento seja um pouco ruim; é apenas na superfície.

O primeiro tipo de pessoa não pode confiar em ninguém, e o segundo tipo de pessoa não duvida muito de ninguém.

Você vê a diferença? Se você acha que intrinsecamente todos são bons, suas dúvidas são apenas superficiais. Você não duvida profundamente de ninguém porque sabe que há bondade em todos. Você acredita na bondade de todos.

O outro grupo de pessoas tem esse grande problema com confiança, porque eles acham que, intrinsecamente, todo mundo é ruim. Mesmo que pareçam bons por fora, no fundo eles não são bons. Essa atitude, essa suposição em sua mente, faz com que você não confie em ninguém.

Sabedoria é ver que a negatividade está apenas na superfície.

É tão interessante observar quando alguém encontra algo errado em uma pessoa e pensa, essa é a verdadeira natureza dela.

Quero compartilhar um incidente com você. No ano passado, fui a um grande satsang em uma cidade do norte da Índia. No satsang, havia essa pessoa de má reputação que entrou, subiu ao palco e começou a se movimentar. Todos os jornalistas e todos os outros disseram: “Esse cara é um criminoso, como ele conseguiu acesso a Gurudev? Como ele está ao lado de Gurudev? “

Esse homem tinha péssima fama; ele dizia: “Eu posso fazer uma ligação e parar todos os aviões”. Ele simplesmente diria a qualquer motorista de táxi para sair do carro e pegaria o táxi e iria embora. Ele era alguém com uma extensa ficha criminal. Então, quando ele chegou ao palco, todos estavam se perguntando: “Como Gurudev permitiu isso?”

Veja, essa mesma pessoa, que não fez nenhum curso ou nada, três meses depois veio ao Ashram em Bangalore durante o Shivratri para me encontrar. Ele tirou minha foto do bolso e disse: “Gurudev, desde que mantenho essa foto no bolso, não sou capaz de fazer meu trabalho. O que aconteceu? O que é que você fez? Minha vida está uma total confusão; Toda a minha vida mudou. Há tanta alegria aqui! Agora eu quero levar essa alegria para o meu estado e para cada lar “.

Este é o mesmo cara que foi considerado o elemento mais anti-social por todos. Mesmo os jornalistas tem medo dele. Jornalistas, geralmente, não tem medo de ninguém. Mas eles disseram: “Esse cara é horrível”.

O mundo é como você vê

Você sabe, como percebemos as pessoas, é como o mundo se torna. Em sânscrito, há um provérbio que diz: ‘Yatha Drishti, Tatha Srishti‘. Como você vê o mundo, é assim que o mundo se torna para você. Se você vê o mundo cheio de pessoas horríveis, na sua experiência, apenas esse tipo de coisas acontecerá. Se você vê o mundo cheio de pessoas boas, mesmo no pior criminoso, você verá que há uma pessoa muito agradável escondida em seu interior. Você vai identificar isso.

Então, não julgue as pessoas, ou as rotule como pessoas más, ou pessoas boas. Existe apenas uma Divindade que se expressa de muitas maneiras, em tantas pessoas, em tantos humores e em tantas cores. Existe uma luz apenas. Se pudermos reconhecer isso, teremos uma paz tão profunda em nossos corações, tanta confiança e fé que nada de forma alguma pode nos abalar.

Todos têm luz em si

Um buscador é aquele que deve saber que, intrinsecamente, todo ser humano é uma centelha de Deus, então eles não podem ser ruins. Não há um ser humano ruim criado pelo Criador. Acredite em mim – nenhuma pessoa ruim. Todo mundo tem luz em si. Em alguns lugares está escondida, em outros lugares está adormecida, e em outros está mais ativa.

Então estes são os dois caminhos. Veja em sua mente por qual lado você está indo. Você está indo pela confiança, ou pela dúvida? Se você está indo pelo lado de não gostar dos outros ou de você mesmo, então é hora de fazer uma mudança e dizer: “Não, intrinsecamente todos são bons”.

Você é o Fazedor e o Não-Fazedor

sam-manns-379040

Sri Sri Ravi Shankar em 14/02/2018 – Bangalore, Índia

Há uma bela história nos Upanishads que diz: “Na árvore deste universo, há dois pássaros sentados — um está degustando a fruta, o outro apenas assistindo, como uma testemunha”. Esta história indica os dois aspectos em você, que são: o fazedor e o não-fazedor. Há um aspecto de você que está executando todas as ações. E há outro aspecto de você que não está fazendo nada — o observador. Agora você pode perguntar: “Como?”.

Em um nível, você acha que você está mudando. Seus pensamentos estão mudando, suas emoções estão mudando, seu corpo está mudando. Mas em outro nível, mais profundo, há algo em você que não está mudando, permanece o mesmo. E é assim que você sabe que você está mudando. Então, você é uma combinação de ambos, a mudança e a não-mudança, o tangível e o intangível. Da mesma forma, você é o fazedor e o não-fazedor.

Quando você está na atividade, você é um fazedor; Quando você está reservado, ou quando você está entrando em meditação, você é um não-fazedor — um estado em que você reconhece que tudo neste universo está acontecendo através de um poder superior.

Quando você está sendo devorado pela culpa, ou quando o orgulho domina sua cabeça, então você deve entender que você não é o fazedor. Fazer algo bom, também o deixará infeliz, porque você faz muito e depois diz que ninguém o reconhece ou ninguém o escuta. Então, não ser reconhecido o torna infeliz. E se você faz algo errado, isso também devora seu espírito e cria um sentimento de culpa. Quando tais coisas acontecem, saiba que você não é o fazedor.

Pessoas que cometeram o maior crime do planeta, bem no fundo pensam: “Ei, eu não fiz isso, como isso aconteceu?” Eles se sentem surpresos, e sentem que eles não são os fazedores. Simplesmente aconteceu. Se você conversar com os maiores criminosos do planeta, verá que eles foram apanhados em um ato criminoso. Da mesma forma, alguém que executou um excelente trabalho também pensa que aquilo apenas aconteceu; tudo apenas se encaixou. Essa não-execução é uma experiência por si só.

Quando você tem que fazer as coisas, então não diga: ‘Oh, eu não sou o fazedor’. Não entre neste modo. Isso só vai derrubá-lo. Se você deve se concentrar em algum trabalho, concentre-se e apenas o faça. “Eu não sou o fazedor” é uma experiência, algumas vezes ela simplesmente se manifesta em você. E também é um lembrete para quando você está tropeçando na culpa ou na arrogância.

Quatro Mantras de Paz para o ano 2018

bart-larue-314562

Por Sri Sri Ravi Shankar

Uma pergunta freqüentemente feita é se podemos fazer deste mundo um lugar mais pacífico. Sim, essa é uma possibilidade e tudo o que requer é uma pequena intenção, atenção e compromisso para manifestá-la. Cada um de nós tem o potencial de criar um oásis de confiança e segurança. Quando as pessoas exercem esse poder de serem faróis de paz, então isso pode criar ondas de positividade, alegria e celebração por todo o planeta.

O início de um ano é o melhor momento para fazer um novo começo. Precisamos sacudir nosso desânimo e olhar a vida com renovada energia, zelo e entusiasmo. Precisamos ter as ferramentas certas para sermos mais felizes e espalhar isso para as pessoas que nos rodeiam. Aqui estão quatro mantras simples e fáceis de seguir que podem nos ajudar:

1. A paz interior é a chave para a paz exterior: Apenas uma pessoa rica pode compartilhar riqueza com os outros. Da mesma forma, precisamos reconhecer que uma riqueza de paz profunda está dentro de nosso próprio ser. Normalmente, esperamos que o mundo exterior – chefe, cônjuge ou qualquer outra pessoa – se comporte de certa forma para que sintamos paz interior. No entanto, é o contrário: quanto mais estamos conectados ao núcleo pacífico interior, mais paz se manifestará ao nosso redor. Nossas vibrações são mais poderosas do que pensamos e podem até ajudar a influenciar os outros.

2.  O sucesso é o subproduto da paz interior: Paz não é a mera ausência de conflito, nem é algo sobre ser passivo e inativo. É uma positividade borbulhante que traz entusiasmo sem fim. Ela constitui o alicerce para ser eficaz no mundo que nos rodeia. Quando a mente está quieta, o intelecto torna-se afiado, as emoções tornam-se leves, o comportamento torna-se cativante e nossa vida se torna uma celebração. Estas são as manifestações da paz profunda e são ingredientes fundamentais para o sucesso. É um estado de dinamismo sereno – calmo no interior, energético no exterior!

3.  Assuma o controle da sua paz de espírito: A paz é a nossa verdadeira natureza, mas nós ainda temos que fazer a escolha por acessá-la. Precisamos gastar apenas poucos minutos por dia para praticar alguns exercícios de respiração e estar com nós mesmos em silêncio e meditação. Isso pode trazer uma bela profundidade à nossa personalidade e nos dar a força para superar situações. Apenas uma pessoa pode fazer isso acontecer em nossa vida e é VOCÊ.

4.  Fique tranquilo, tudo vai passar: Para sustentar a paz interior, o conhecimento sobre a vida é muito importante. Podemos achar a meditação muito pacífica, mas quando abrimos os olhos e nos misturamos com as pessoas, voltamos para o mesmo padrão antigo. Uma questão que costuma surgir é: “Nunca devemos nos chatear, deveríamos estar sempre sorrindo?” Não! Nós ficamos chateados, lutamos e discutimos, mas também podemos sair disso num instante. Podemos fazer isso como se tudo fosse uma peça de teatro e ver que isso não adere às nossas mentes. Todo estado mental é temporário e muda com o tempo e o espaço. Recordar este aspecto pode nos ajudar a relaxar e a se acalmar.

Que este Ano Novo traga paz, felicidade e satisfação a todos e que cada um possa ser um farol de brilhante esperança e otimismo para aqueles que os rodeiam e para o mundo!

 

 

Mensagem de Sri Sri para o ano de 2018

greg-rakozy-38802

Sri Sri Ravi Shankar, 31/12/2017 – Bad Antogast, Alemanha

Existem três princípios que estão intimamente interligados — Tempo, Mente e Eventos. Nenhum dos três fica estagnado, eles mudam. O Tempo, os Eventos e a Mente se movem o tempo todo.

Quando a Mente está presa aos Eventos há sofrimento. Se a Mente flui com o Tempo, ela está fresca e viva. Tempo e Eventos tendem a ficar ligados à Mente. Por exemplo, seu aniversário. Todos os anos, quando a data chega, você lembra, “Oh, é meu aniversário!”.
Celebrações são uma imposição de Eventos no Tempo. Por exemplo, celebrações de Natal, celebrações de Buda Purnima ou celebrações de Guru Purnima — todos eles são Eventos que se encaixam no Tempo, através da Mente. É a Mente que lembra: “Oh, hoje é Buda Purnima”.

Sendo uma celebração ou uma memória ruim, a Mente se agarra a este Evento.
Em “11/9”, aconteceu um evento nesta data específica. Assim, este evento em particular ficou preso ao Tempo. Todo ano, quando você se lembra de “11/9” ou “26/11” — você está fixando esta data ao passado.

Da mesma forma, dias nacionais: 1º de julho, o Canadá diz que é seu dia nacional; 4 de julho, diz a América, é o dia nacional. Quinze de agosto, a Índia diz que é o Dia da Independência. A Mente conecta um Evento ao Tempo e essa conexão pode ser agradável ou desagradável.

Ligações agradáveis não permanecem por muito tempo, mas conexões desagradáveis criam uma cicatriz na mente e permanecem por mais tempo. Agora, qual é o lugar da sabedoria em tudo isso? Sabedoria faz sua mente ser antiaderente.

Você já viu frigideiras antiaderente nas quais você pode fazer panquecas? Quando essas panelas não-aderentes não estavam disponíveis, as pessoas já costumavam fazer panquecas. As panquecas ficavam presas na panela, e teriam que esfregar para que saíssem. Quem limpava tinha mais trabalho a fazer para deixa-lá pronta para o próximo uso.

Então, os Eventos são como panquecas que ficam na panela. Agora imagine se você não limpar a panela (se referindo à Mente) e continuar fazendo mais panquecas, dia após dia, na mesma panela, e as consumindo. Meu Deus, quão anti-higiênico! Durante anos você está usando a mesma panela. Um lado da panela está queimado por causa das panquecas presas. E cheira mal, porque você não limpou sua panela. No entanto, você continua fazendo panquecas (causando dor a si mesmo), e você está servindo essas panquecas aos outros (causando dor aos outros).

Isso é o que está acontecendo. Você se esqueceu de tornar sua Mente uma panela antiaderente. É a sabedoria que sopra os Eventos para fora da sua Mente e ajuda você a fluir com o Tempo.

Imagine que há um rio no qual existem pedregulhos e pequenas poças de água. A água fica presa nas pequenas poças de água e, então, o que acontece? Começa a haver fungos, algas e a água deixa de ser limpa, pura e fresca. Isso porque ela está estagnando em um só lugar.

Quando o rio está fluindo (quando você solta o passado), a água (Mente) é limpa e pura. A água move-se sobre todos os pedregulhos e corre para o oceano. A Mente também é assim — fica presa em alguns Eventos. Porém, não pode ficar presa por muito tempo; em algum momento tem que seguir em frente, certo? Sendo agradável ou desagradável. E a sabedoria ajuda você a se mover com o Tempo e através do Tempo.

Quaisquer que tenham sido os eventos em 2017, tudo já passou. Existiram alguns dias agradáveis, alguns dias desagradáveis; alguns dias felizes, alguns dias úteis e alguns dias em que você não fez nada. Estes dias não deixaram nenhuma impressão em sua Mente, pois nada que valesse a pena aconteceu neles. Nos outros dias, as impressões permaneceram em sua Mente, porque você acha que aconteceu algo que valesse a pena. Sabedoria faz você perceber que não há nada que valha a pena, ou melhor, tudo é nada.

Você sabia que momentos agradáveis tornam você mais infeliz do que momentos infelizes? Momentos agradáveis fazem você infeliz porque eles se foram. Com momentos desagradáveis, o tempo cura você. Já o desejo por momentos agradáveis é carregado com você pelo tempo por um longo período, e curar isso demora muito. As impressões de momentos agradáveis causam desejos em você, e os desejos não se vão tão facilmente. É por isso que o sábio vê todos os eventos como desagradáveis — porque sejam agradáveis ou desagradáveis, todos se foram. Naquele momento, os desejos o tornam miserável. O que você me diz? Quase todos vocês concordam comigo sobre isso.

O mais engraçado é que nossa Mente não quer deixar os Eventos irem. Recentemente, esse cavalheiro tornou-se instrutor da Arte de Viver. Uma vez que você se torna um instrutor da Arte de Viver, não é permitido sentir pena de si mesmo. Se você tem pena de si, como pode trazer alegria a outra pessoa? Se o médico está cronicamente doente, como ele pode realizar uma cirurgia em você? Impossível.

Agora, essa pessoa costumava receber muita piedade e compaixão dos outros. Costumava fazê-lo sentir-se tão bem. Todo mundo lhe daria muita atenção e simpatia. Depois de se tornar um instrutor, isso era uma dicotomia — era muito difícil deixar de lado o prazer que vinha das pessoas sentindo pena de toda sua infelicidade.

Por que estou falando tudo isso? É porque eu quero que você veja como a mente funciona. A Mente quer se segurar a coisas desagradáveis porque recebe alguma atenção. Se as pessoas se compadecem de você, você gosta disso de alguma forma.

Veja, quando criança, você vinha recebendo essa atenção. Quando uma criança começa a chorar, todo mundo vem e atende. Eles dizem à criança: “Não chore”, e a criança recebe o pirulito ou os brinquedos pelos quais estava chorando. De alguma forma isso conseguiu programar em você que “se eu lançar birras e tornar-me infeliz, eu vou receber o que eu quero”. Estes são Eventos que estão criando impressões sobre a Mente. Sabedoria é você se libertar de todas as impressões. Quando você fica livre das impressões, então você está fluindo com o Tempo. Na verdade, você vai além do Tempo — isso é sabedoria.

Neste Ano Novo, torne sua Mente uma panela antiaderente e aproveite suas panquecas, frescas e novas. E nem se lembre de que você nunca lavou sua panela no passado; Isso também se foi. Nesse sentido, todo dia é um dia de Ano Novo para você, todo dia é uma celebração. Hoje é hoje. Calendários e cálculos não existem então.

Quando você está feliz, você não sente que está envelhecendo. Você não sente o tempo se arrastando. Você não sente o Tempo de qualquer forma — poderiam ser milhões de anos; nada o tocou ou abalou, e você não tem plano nenhum. E mesmo quando você tiver um plano, o tempo corre tão rápido. Quando o tempo passa muito rápido, ele também se mantém parado. Pela manhã, quando você acorda, apenas sente-se e sinta como o tempo se mantém estável. Quando o tempo para, isso é meditação. Quando o tempo corre rápido, você não sente o tempo, isso é karma yoga. E quando o tempo está parado, isso é dhyan yoga, meditação.

Veja, se você não está acostumado com a quietude do tempo, se você estiver apenas correndo o tempo todo, você ficará deprimido. Nós temos essa tremenda habilidade de desfrutar ambos — correr e estar parado. À medida que envelhece, o corpo tem suas limitações. Se você não tem capacidade de ficar quieto e não gosta de ficar parado mesmo por um curto período de tempo, você se sentirá entediado, confuso e deprimido. Isso é o que acontece com todas as pessoas chamadas “muito ativas” quando seus corpos não permitem que elas sejam mais ativas, e elas também não podem permanecer paradas. Aí sua Mente não está junto ao Tempo. Então, sua mente deve estar junto ao Tempo. Quando a Mente está com o Tempo, ela pode permanecer calma.

Que este ano seja um ano de sabedoria para todos. Com a sabedoria vem a felicidade. Você não precisa especialmente desejar a todos um feliz ano novo; a felicidade vem com a sabedoria. Se a sabedoria não trouxer felicidade, nada mais pode trazê-la. A sabedoria traz a felicidade real e definitiva. Então, deseje a todos um ano cheio de sabedoria.

Pergunta: como aumentar a sabedoria?
Sabedoria não é sobre os livros que você lê. A sabedoria é um estado expandido de consciência. É sua mente antiaderente, não permanecendo cheia, mas ficando oca e vazia. No momento em que você pensa em sabedoria, você pensa em ler livros. Não! Isso é apenas informação. Sabedoria é estar estável e não se apegar aos eventos.

Por que os problemas existem?

Captura de Tela 2017-10-28 às 13.23.09.png

Por Sri Sri Ravi Shankar

Você nunca recebe um problema com o qual não possa lidar. Todo problema que surge em sua frente existe para fazer você perceber que tem a habilidade, o talento e a capacidade para sair dele! Existe apenas para que você descubra o seu verdadeiro potencial.

É tudo para fazer sua mente, sua inteligência, funcionar. Quando você realmente precisa de inteligência? Quando há um problema, não é? Se não houverem problemas, você será como vacas. As vacas não tem problemas. Eles comem a grama, bebem água e dormem. Assim, se a sua vida for muito suave, sem qualquer problema, você apenas comerá, dormirá e ficará mais aborrecido e aborrecido e mais aborrecido.

O Divino deu-lhes cérebros para usá-los, para estarem alerta, e todo o problema que aparece na vida é uma oportunidade para usar seu cérebro. Mas fazemos o contrário. Nós não usamos esse cérebro e entramos em mais complicações! Ou usamos nosso cérebro para obter mais complicações em vez de resolvê-las! Se temos um problema, ao invés de analisar a solução, continuamos a olhar para o quão grande o problema pode se tornar, ou pensar sobre os piores resultados.

Então, não devolva seu cérebro a Deus sem ter sido usado.

A Mente é como um Espelho!

a mente é como um espelho.png

Por Sri Sri Ravi Shankar

A mente é como um espelho, tudo o que aparece em frente é refletido nela. Mas um espelho não chora, “Oh, eu fiquei sujo!”, quando uma imagem suja aparece na frente dele. E não pula e diz: “Oh, eu tenho essas maravilhosas qualidades” quando algo bom é refletido.

Quando você está dirigindo, você pode ver no espelho que há uma lata de lixo atrás do seu carro. Imagine o espelho se identificando com o lixo. Ou, imagine o espelho se identificando com um lindo cenário. Em ambos os casos, o que você diria? É uma ideia estúpida, não é o caso. O espelho não é nem o lixo, nem o cenário. E é exatamente assim com a nossa própria consciência.

Nossa consciência é como um espelho. Aparecem imagens diferentes, e todos se afastam. Saiba disso e seja livre. Quando nos apegamos a qualquer uma dessas imagens, isso é escravidão. Então, acorde e veja – a mente é um espelho.

Qualquer pessoa em quem você pense, as emoções dela e seu estado mental se agarrarão em você e refletirão através de você. Se você se mantém pensando em pessoas felizes, fica feliz. Pensando em coisas infelizes, você se sente infeliz. É por isso que eu disse: “Não odeie ninguém.” Não por causa da pessoa que você odeia, mas por você mesmo. Sua própria mente, seu sistema nervoso, assumirá a forma, a forma e a cor dessa pessoa. A coisa mais inteligente a fazer é não odiar ninguém, porque quem quer que você odeie, essas impressões acabam penetrando em você.

Como lidar com Críticas?

criticas.jpg

Por Sri Sri Ravi Shankar

  1. Se alguém lhe criticar, acolha a crítica. Se ela tiver fundamento, aceite-a. Se a crítica vier de inveja, frustração ou raiva, é bom praticar a indiferença. Não perca sua compostura.
  2. Se alguém te criticar e você rebater, o criticando de volta, a corrente continua. Ao invés disso, agradeça-o por suas palavras e veja o que acontece. No dia em que você baixar sua guarda, a outra pessoa não saberá como reagir.
  3. Se alguém estiver te fazendo uma crítica construtiva, receba-a! Essa pessoa está arriscando perder sua amizade te fazendo uma crítica.
  4. Não defenda seus erros. Aceite-os e siga em frente. Quando você estiver totalmente indefeso, aí é que vai estar forte.
  5. Toda vez que você enfrentar uma crítica, saiba que você é vasto como o oceano e pode receber qualquer coisa. Quando você se sente pequeno, você não consegue receber uma crítica. Quando você se sente muito grande, você pensa “eu sou muito maior do que essa crítica, deixe-me recebê-la”.
  6. Saiba que as pessoas estão no mundo para te ajudar. Não veja as pessoas como inimigos. O tolo olha para o mundo e o vê cheio de pessoas hostis. O sábio olha para o mundo e o vê cheio de amigos, e pensa que as pessoas estão lá pra o ajudar.
  7. Sorria não só para elogios, mas para críticas também. Uma pessoa de paciência e coragem verdadeiras, é aquela que reage a qualquer insulto ou crítica com um sorriso inabalável. Críticas injustas também devem ser recebidas com um sorriso. No começo, você deve se sentir muito desconfortável, mas vai acontecer uma mudança em você, com a qual você se sentirá muito surpreso.
  8. Responda as críticas com humor e sabedoria. Se você se irrita quando alguém te provoca, isso não é um comportamento inteligente. O sinal de inteligência é transformar uma situação desagradável em uma agradável. Aquele que busca satisfação mesmo em uma situação desagradável ou desfavorável é uma pessoa verdadeiramente inteligente.
  9. Se alguém estiver falando negativamente de você, eles estão despejando lixo. Você não teve pegar seu saco e recolher o lixo. Quando alguém estiver despejando lixo, apenas se afaste de lá. Não receba o lixo.
  10. Seja capaz de fazer críticas construtivas com uma mente feliz e calma, e de receber críticas construtivas com a mesma mente. Isso vai transformar seu ego.
  11. Se alguém em algum lugar humilhar você, saiba que é somente um plano pra te suavizar. É uma benção.